25.3 C
Rio Branco
3 dezembro 2021 9:31 pm

Secretário de Gladson manda recado a deputados do PT que comemoram decisão do STF sobre emendas: ‘Contra o povo acreano’

Luiz Felipe Aragão também questiona comemorações de petistas sobre risco de suspensão de emendas do OGU

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 11/11/2021 10:44

O secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur), Luiz Felipe Aragão, também posicionou-se, na tarde desta quinta-feira (10), em Rio Branco, sobre a polêmica envolvendo parlamentares do PT que estariam fazendo festa em função de o STF (Supremo Tribunal Federal) ter suspendido o pagamento das chamadas emendas de relator do orçamento geral da União (OGU).

As comemorações dos petistas, representados pelos deputados Leo de Brito (federal) e Daniel Zen (estadual) seriam porque o relator do Orçamento é o senador Márcio Bittar (PSL-AC), um crítico feroz do petismo, e ainda porque, sem a liberação dos recursos, o governo de Gladson Cameli estaria inviabilizado e não realizaria as obras que vem planejando para começar executar no período pós-pandemia do coronavirus.

De acordo com o secretário Luiz Felipe Aragão, ele não estaria se manifestando sobre o assunto como servidor, “mas como um simples acreano do pé rachado, neto de seringueiro – na qual a família se consolidou no início da década de 30 no seringal Novo Porto, que na época era localizado no território de Tarauacá e hoje, pertence ao município de Jordão”,. Antes de entrar no serviço público – prossegue o secretário -, eu acreditava que os debates políticos eram somente discursos de dois lados que, mesmo com ideias distintas de ação, tinham o mesmo objetivo: o bem de uma nação.

De acordo com Felipe Aragão, “lamentavelmente, vejo que não é dessa forma” que eu vejo – disse em seguida. diante dos fatos ocorridos hoje, são parlamentares estaduais e federais do Acre – que foram eleitos para representar e beneficiar nossa população, seja fiscalizando o poder executivo estadual ou na captação de recursos federais – comemorar a POSSÍVEL perca de recursos do próprio Estado”.

Segundo o secretário, os parlamentares confundem constantemente estes recursos, que têm o propósito de beneficiar a população, como recursos ilícitos: “Eles tentam a todo custo, nos confundir com falácias e com perguntas: “onde está o recurso?”. Os senhores sabem muito bem que o recurso está em processo de trâmite burocrático, seguindo de acordo como a lei exige, publicado no diário oficial”, disse.

Por fim, o secretário diz: “A pergunta que fica é: será que eles realmente se importam com o nosso Estado, o Estado que confiou e os elegeu como representantes?”. Fica aqui a minha indignação para o “excelentíssimo” deputado federal Léo Brito: o senhor é uma vergonha para o nosso glorioso Estado do Acre”, disse.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!