23.9 C
Rio Branco
24 novembro 2021 9:51 pm

“Uma das grandes vocações do Acre é o agronegócio”, diz superintendente do Senar

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/11/2021 18:03

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/Acre) é o órgão responsável por promover a educação, a informação e o conhecimento em agronegócio das pessoas do meio rural, com inovação e competência, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do estado.

No Acre, o Senar tem se destacado com o atendimento e fortalecimento do pequeno, médio e grande produtor. Em entrevista ao ContilNet, o superintendente Mauro Marcello falou sobre as principais ações desenvolvidas pelo serviço que, tem como uma das principais atuações, a Formação Profissional Rural e Promoção Social para as comunidades rurais.

“Uma das grandes vocações do Acre é o agronegócio. Temos terras férteis, chuva e sol o ano todo, etc, o que propicia o desenvolvimento da agricultura não só ligada à soja e ao milho, mas nas culturas de café, mandioca fruticultura e outras. Acredito no crescimento do setor rural como um todo. Precisamos continuar melhorando o ambiente de negócio, nossa infraestrutura, focar na desburocratização dos processos, que colheremos bons frutos”, diz Mauro.

Mesmo em meio à crise do coronavírus em 2020, de acordo com dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o setor fechou o ano com uma expansão recorde de 24,31% na comparação com 2019, apontando crescimento de 2,06% no Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio. Com o resultado, o agronegócio ampliou para 26,6% sua participação no PIB total do país no ano passado. Em 2019, este percentual foi de 20,5%. No Acre, o resultado também foi muito promissor, segundo o superintendente.

“Apesar do setor rural ter sido um dos menos impactados na pandemia, tivemos que nos adequar para continuar oferecendo qualificação aos produtores, pois o agro não parou. Apesar dos pesares, uma reflexão foi importante para a sociedade: a importância dos produtores rurais para o desenvolvimento e segurança alimentar do país”, diz Marcello

Marcello explicou ainda o funcionamento da Assistência Técnica e Gerencial, que é um dos carros chefes do serviço e tem sido responsável por otimizar e potencializar o desenvolvimento de diversas cadeias produtivas no Estado como o leite, mandioca, horticultura, piscicultura.

“Estamos muito felizes com os resultados. Iniciamos em 2019 com apenas 75 produtores atendidos na bovinocultura de leite, e agora estamos fechando 2021 com 725 propriedades atendidas em 6 cadeias produtivas. Temos como meta atender 1.140 propriedades em 2022”, comemora o superintendente.

Sobre o apoio aos produtores rurais: “Acredito que, com a união do setor, com instituições que pensam e trabalham o agro e o governo, principalmente através do Fórum de Desenvolvimento do Estado do Acre, aos poucos estamos melhorando o ambiente de negócio. No entanto, precisamos continuar focando na melhoria da infraestrutura, como acesso aos ramais, energia elétrica, conectividade, armazenagem, etc, além da crescente adequação tecnológica necessária em todas as cadeias. Estamos no caminho, mas ainda temos muito a fazer.”

Para ele, a atuação do Estado e dos municípios tem um importante papel no desenvolvimento do pequeno produtor e as ações têm sido fortalecida por meio das parcerias com a iniciativa privada e poder público.

Confira a entrevista completa:

https://youtu.be/Vpxw5LNDIhs

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.