23.3 C
Rio Branco
20 janeiro 2022 2:43 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Vitrine do governo Gladson, Deracre promete mais obras estruturantes para 2022

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Vitrine

É o engenheiro Petrônio Antunes o responsável por uma das principais vitrines do governo Gladson Cameli (PP): o Deracre. Com obras espalhadas por todo o estado, o órgão vai pavimentando um dos principais trunfos da gestão Cameli e que pode ser o fiel da balança para garantir a reeleição do governador. O curioso é que Antunes só assumiu o órgão há pouco mais de um ano, no dia 9 de julho de 2020.

Googlada

É só fazer uma busca rápida no google para encontrar dezenas de notícias de obras do órgão feitas neste ano de 2021. A última delas, deste fim de semana, é sobre a execução da nova rampa de acesso no Rio Caeté, em Sena Madureira. De acordo com o órgão, a obra vai beneficiar cerca de 50 mil pessoas, melhorando a trafegabilidade e o escoamento da produção agrícola na região do Purus.

Rampa

Ainda sobre a obra da nova rampa, a construção tem sido realizada com recursos de R$ 1 milhão garantidos por meio de emenda parlamentar do deputado federal Alan Rick (DEM). “Será feita a melhoria do acesso em 512 metros com serviços de terraplanagem, sub-base, base e pavimentação as margens do Rio Caeté”, afirmou o presidente do Deracre.

As intervenções nos ramais são realizadas pelo Deracre. Foto: Ascom/Deracre

Sena Madureira

Uma das cidades que mais tem se beneficiado da gestão de Petrônio é Sena Madureira. Só em 2021, o município recebeu R$ 7 milhões em equipamentos, que realizaram mil quilômetros de ramais. No total, foram R$ 13 milhões em investimentos. O órgão garantiu também R$ 1,3 milhões no melhoramento no Ramal Mário Lobão, de 4km de extensão, e o lançamento da licitação da ponte de concreto de 232 metros de extensão, orçada em 36 milhões de reais.

Plácido de Castro

O munícipio de Plácido de Castro é mais um dos que o órgão tem tido uma forte presença. Por lá, a última obra concluída foi uma ponte de 23 metros de extensão, localizada na estrada AC-475 no Ramal Samaúma Km 25, no sentido Acrelândia. “É mais um compromisso do governador Gladson Cameli com os produtores rurais do Ramal dos Samaúma e que necessitam escoar sua produção”, disse Antunes.

600 km

Também em Plácido de Castro, o Deracre, em parceria com a Prefeitura e a comunidade, recuperou mais de 600 km de ramais, dos 870 quilômetros da malha viária estimada do município. Deracre e Prefeitura também atuam juntas na manutenção de 23 quilômetros da estrada BR Velha.

Juruá

Na região do Juruá é onde vem sendo executada umas das obras mais importantes do Deracre, a duplicação da AC-405. Orçada em R$ 36,5 milhões, a obra deve garantir mais mobilidade para região do Vale do Juruá. “A previsão é entregar até o Igarapé Preto e inaugurar ainda esse ano, vamos focar para poder aplicar o asfalto e entregar para população esse primeiro trecho”, afirmou o engenheiro e presidente do Deracre, Petrônio Antunes.

A primeira etapa da obra avança para a fase de conclusão. Foto: Rafael Dias/Ascom Deracre

Juruá 2

Outras obras importantes que vem sendo realizadas pelo órgão no Juruá são o melhoramento do Ramal 02, na Comunidade Campinas, em Cruzeiro do Sul e o melhoramento do Ramal do Polo, em Rodrigues Alves. “O Deracre tem seguido com os trabalhos de recuperação dos ramais do Acre e o governador Gladson Cameli tem garantido para que o trabalho prossiga”, garantiu o presidente.

Acrelândia

Já em Acrelândia, a obra da vez é o melhoramento de 11,7 quilômetros do Ramal Granada. Por lá, os técnicos da autarquia atuam no melhoramento da estrada vicinal com serviços de pavimentação, limpeza das laterais e estabilização do ramal. O ramal Granada é conhecido por ser um dos mais produtivos do Acre, com produção de café, banana e gado.

AC/AM

Em Feijó o órgão está trabalhando na reabertura do Ramal Joaquim Sousa, que vai ligar Feijó a cidade de Envira, no Amazonas, em um trecho de 56 km. O trabalho do órgão só foi possível após a liberação da licença ambiental. Na região vivem produtores rurais que dependem do escoamento da mandioca, da criação de bovinos e da piscicultura. “É uma reivindicação da população de Feijó e também um sonho do governador Gladson Cameli de desenvolver a região; essa estrada vicinal vai facilitar a vida de produtores agrícolas e gerar mais renda para a economia local”, enfatizou o presidente do Deracre.

Destaques

Além das obras citadas logo acima, não dá pra esquecer de duas importantíssimas obras: a construção do Anel Viário de Brasileia, que é fruto de um investimento de mais de R$ 60 milhões e vai beneficiar vários municípios da Região do Vale do Alto Acre; e da ponte do 2º Distrito de Sena Madureira, um dos maiores sonhos da população do município.

Agronegócio

Segundo Petrônio, tanto empenho e concentração de forças do órgão para recuperar os ramais, é uma determinação do governador. “É uma determinação do governador Gladson Cameli, de estar apoiando o agronegócio, de dar condições necessárias para o produtor rural”, diz.

Foto: Luy Andriel

Canteiro de Obras

E esse empenho todo não deve parar por aí, para o ano que vem Petrônio quer ainda mais obras realizadas pelo Deracre. De acordo com ele, o Acre se transformará em um “grande canteiro de obras em 2022”.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.