25.3 C
Rio Branco
17 janeiro 2022 8:07 pm

De olho em eleição, Mário Frias “rouba” equipe de deputado bolsonarista

De olho nas eleições de 2022, já que pretende concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, o secretário trouxe nomes com experiência de campanha para sua equipe

POR O GLOBO

Última atualização em 07/12/2021 11:15

O secretário especial de Cultura, Mário Frias, arrumou mais um desafeto no núcleo bolsonarista. Dessa vez, o climão está instaurado entre ele e o deputado estadual Gil Diniz (PSL), o nome mais próximo do clã Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Nos bastidores, Diniz atribui a Mário Frias o “roubo” de importantes figuras de sua equipe para trabalhar na Secretaria Especial da Cultura.

De olho nas eleições de 2022, já que pretende concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, o secretário trouxe nomes com experiência de campanha para sua equipe. Entre eles estão o ex-chefe de gabinete de Gil Diniz, Raphael Azevedo, que se tornou gerente de projetos na Secretaria Especial da Cultura, e Felipe Carmona, que assumiu o posto de diretor do Departamento de Política Regulatória, da Secretaria Nacional de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual.

Conhecido como “carteiro reaça”, Gil Diniz foi o quinto parlamentar mais votado da Alesp e fez dobradinha com Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) na eleição de 2018.

Há pouco mais de um mês, Mário Frias também teve um desentendimento com o ministro do Turismo, Gilson Machado. Frias, que tem sua secretaria subordinada à pasta de Machado, pediu mais autonomia em relação a verbas e questões jurídicas. O bate-boca irritou o presidente Bolsonaro.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.