24.3 C
Rio Branco
8 janeiro 2022 5:26 am

Vídeo: “Novo Lázaro” sabia de gravidez da mulher e foi a exame com ela

Assassino confesso da esposa e da enteada disse para policiais que mulher morta a facadas estava grávida de 4 meses

POR METRÓPOLES

Última atualização em 07/12/2021 17:19

O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, confessou para a polícia que matou a companheira Raniere Aranha Figueiró, de 19 anos, mesmo sabendo que ela estava grávida de 4 meses. Vídeos do interrogatório do assassino confesso revelam como ele reagiu aos questionamentos dos investigadores.

Em um dos trechos da gravação, o policial pergunta: “Wanderson, você sabia que ela estava grávida?”. O caseiro confirma com um gesto de cabeça e confirma: “Estava”.

Veja o vídeo

Na sequência, o caseiro invadiu a casa de um vizinho, roubou o revólver dele e matou a tiros o produtor rural Roberto Clemente de Matos, de 73 anos. Ele teria cometido o crime para roubar uma camionete. Nesse mesmo episódio, teria tentado estuprar a esposa da vítima, de 45 anos, não conseguiu e a baleou. A mulher sobreviveu.

A caminhonete roubada foi abandonada em uma rodovia da região. Wanderson vendeu o celular que pertencia a sua esposa para um receptador de Alexânia, que acabou sendo preso. Da cidade, ele fugiu de táxi pelo menos até Abadiânia. Um taxista confirmou ao Metrópoles que fez a viagem e relatou o perigo que enfrentou sem saber.

Moradora de Goiás com o novo Lázaro presoViatura da PM em estrada de terra no município de Gameleira de Goiáscaseiro wanderson mota protácio, o novo lázaro

Um outro investigador questiona Wanderson há quantos meses ele sabia da gravidez da companheira.

“Ela já estava com 4 meses, ia entrar para 5 meses. Já [tinha ido ao médico], feito ultrassom, tudo. Acompanhei [no ultrassom]”, afirma o caseiro no interrogatório.

Crimes em série

Os crimes em série de Wanderson Protácio foram praticados no fim da tarde de domingo (28/11). Ele se entregou após seis dias fugindo dos policiais. De acordo com a Polícia Civil, o jovem matou a facadas a própria esposa, Raniere Aranha Figueiró e a filha dela, Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos.

Crimes no currículo

Essa onda de assassinatos não é a única passagem de Wanderson pelo mundo do crime. Em 2019, ele esfaqueou várias vezes uma jovem de 18 anos no dia do aniversário dela. O caso foi em Goianápolis (GO). O agressor só parou com os ataques porque a faca quebrou. Ele chegou a ser preso pela tentativa de feminicídio. À época, em uma audiência, ele zombou do episódio. O jovem acabou sendo solto em março de 2020.

Em 25 de novembro daquele ano, Wanderson se envolveu em outro crime, dessa vez em Minas Gerais. Ele é apontado como participante na morte do taxista Maurício Lopes Mariano, de 25 anos, em São Gotardo. Ele foi preso na região junto com outras três pessoas (dois adolescentes) pelo crime. O taxista teria sido amarrado com o cinto de segurança e esfaqueado até a morte.

Chama a atenção o caso de Wanderson e as semelhanças com a história do criminoso Lázaro Barbosa, de 32 anos, que cometeu crimes em série no Entorno do DF em junho deste ano. Após consumar homicídios em sequência, o também caseiro passou 20 dias fugindo das forças policiais na região, até ser morto em um confronto no dia 28 de junho. Wanderson segue preso em cela separada do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.