18.3 C
Rio Branco
18 maio 2022 1:17 am

Condenado por abuso, médico admite que tocava clitóris de pacientes

Justiça condenou Abib Maldaun Neto a 18 anos e seis meses de prisão por abusos sexuais praticados contra pacientes

POR METRÓPOLES

Última atualização em 26/01/2022 16:13

São Paulo – Em depoimento à Justiça de São Paulo, o médico nutrólogo Abib Maldaun Neto, que foi condenado a 18 anos de prisão por abuso sexual, admitiu que estimulou o clitóris de pacientes durante exames em seu consultório entre 1997 e 2020. Seu consultório ficava no Jardins, bairro nobre de São Paulo.

No depoimento, divulgado pela GloboNews, o médico disse que suas pacientes lhe procuravam para fazer tratamentos de prevenção ao envelhecimento celular, e ele receitava medicamentos antioxidantes e para emagrecer. Disse que, por causa dos remédios, as pacientes poderiam ter efeitos colaterais, então ele precisava introduzir os dedos na vagina das mulheres “para ver se tinha lubrificação” e avaliar “ereção clitoriana indesejável”, e que eram exames de rotina.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.905 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.