25.8 C
Rio Branco
26 maio 2022 10:00 pm

Membro do CV executa amigo para provar fidelidade à facção

A execução foi uma prova de fidelidade do ex-miliciano que roubou fuzis e farta quantia de dinheiro da milícia do Tico e Teco na noite da última quarta-feira (5) no Rio de Janeiro.

POR DOL

Última atualização em 07/01/2022 21:34

Moradores do Morro do Fubá, em Cascadura, na zona norte do Rio de Janeiro, viveram momentos de terror com um intenso tiroteio na quinta-feira (6).

Traficantes do Comando Vermelho (CV) do Morro do 18, no bairro de Água Santa, foram os responsáveis pels disparos. Eles executaram um integrante da milícia do Tico e Teco, identificado apenas como ‘Lekinho’, no Morro do Fubá. O motivo foi para provar a fidelidade de ex-miliciano do Campinho, que se aliou ao Comando Vermelho na noite de quarta-feira (5).

Durante o tiroteio, um morador identificado como Gilson Araújo de Souza, de 50 anos, foi baleado no braço e na perna. Por volta das 6h53, equipes do Corpo de Bombeiros do Campinho foram acionados para socorrer a vítima. Ele foi levado para o Hospital Municipal Salgado Filho e o seu estado de saúde é estável.

De acordo com os próprios traficantes do CV, em relatos e vídeos publicados nas redes sociais, a execução foi uma prova de fidelidade do ex-miliciano que roubou fuzis e uma grande quantia em dinheiro da milícia do Tico e Teco na noite da última quarta-feira (5). Os traficantes do CV se exibiram ao filmar o momento em que o miliciano era alvejado com diversos tiros.


Segundo a Polícia Militar, equipes não participaram do tiroteio na região e também não irão realizar operações no local. Ainda pela manhã, o 9º BPM (Rocha Miranda) e o 3º BPM (Méier) foram informados que uma pessoa ferida deu entrada no Hospital Municipal Salgado Filho. A ocorrência está em andamento e será encaminhada para a 23ª DP (Méier).

Os policiais do 9º BPM, ainda pela manhã, foram acionados para verificar um possível encontro de cadáver no Morro do Fubá. No local indicado, encontraram o corpo do suspeito. A área foi isolada e a Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada.

Moradores já haviam suspeitado de uma invasão do CV na região. “Não parece operação, acho que é invasão, não tem nenhum carro de polícia aqui”, questionou um morador em um grupo de WhatsApp local. “Não sei o que é, mas está assustador”, lamenta outra. O chão de uma das ruas da comunidade amanheceu com várias cápsulas de balas espalhadas. Quem mora na região teme por uma nova guerra nas próximas horas, ainda mais violenta.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.957 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.