30.3 C
Rio Branco
9 janeiro 2022 3:36 pm

No primeiro ano de mandato, vereadora Michelle Melo emplaca duas leis e mais de 300 indicações

Vereadora e médica, Michelle realizou mais de 500 atendimentos médicos em 2021

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 09/01/2022 15:36

Debutando no parlamento municipal da Capital em 2021, a vereadora Michelle Melo (PDT) é o que pode ser considerada um fenômeno na política. A parlamentar, que também é médica, encarou sua primeira eleição em 2019 e logo de cara já saiu eleita. E não foi uma eleição qualquer, ela foi simplesmente a vereadora mais votada de Rio Branco, foram 3.576 votos.

No parlamento, quem esperava passividade da vereadora por conta da “falta de experiência” deu com os burros n’água. Na eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores, a médica elegeu-se vice-presidente e é um verdadeiro calo no sapato do prefeito Tião Bocalom (PP). Combativa e atuante, tem tido um dos mandatos mais vistosos das últimas legislaturas.

Já no primeiro ano de mandato, a vereadora emplacou duas leis e mais de 300 indicações. Veja os detalhes abaixo:

Leis sancionadas:

– Lei do agendado de consulta por telefone e teleconsulta/telesaúde;
– Lei do “Doador preferencial”, onde os doadores de órgãos e medulas tem direito a atendimento preferencial em estabelecimento comerciais e públicos.

Supermercado Araújo já está cumprindo a lei/ Foto: Reprodução

Projetos de Lei apresentados e aguardando votação:

– “Vereador por um dia”, para alunos do ensino fundamental e médio do município;
– “Bicicletas Mobilidade Sustentável”, que institui a política de incentivo ao uso da bicicleta e dá outras providências;
– “Obesidade Zero”, que institui o programa na rede municipal de saúde de Rio Branco e dá outras providências;
– Prevenção ao abandono e à evasão escolar; esta Lei institui a Política Municipal de Prevenção ao Abandono e à Evasão Escolar e define princípios e diretrizes para sua implementação na cidade de Rio Branco.

Outro fato importante do primeiro ano de mandato da vereadora foi a vitória da parlamentar na implantação da CPI do Transporte Público Municipal, a “CPI do Busão”, no qual é presidente. Na Comissão, já foram apresentados 16 requerimentos, gestores de trânsito e transporte e ex-prefeitos foram ouvidos e uma série de documentos foram analisados.

Os números do mandato impressionam: foram 400 indicações, 75 bairros visitados, cinco gabinetes itinerantes e 561 consultas médicas. Dentre os assuntos mais debatidos pela vereadora no parlamento municipal em 2021 os destaques ficaram com a vacinação, o kit Covid, o transporte público, a defesa das mulheres, CPI, o cadastro de reserva dos professores municipais e a reversão do sistema de água.

Veja fotos do gabinete itinerante:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.