31.3 C
Rio Branco
28 junho 2022 2:30 pm

Reforma de Bocalom que cria mais cargos e secretaria na Prefeitura é aprovada na Câmara por 10 votos

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 20/01/2022 18:09

Foi aprovado na Câmara Municipal, em sessão extraordinária desta quinta-feira (20), o projeto de lei complementar de autoria do executivo que promove uma reforma administrativa na Prefeitura de Rio Branco.

A proposta que ganhou 10 votos favoráveis e foi rejeitada por apenas 4 vereadores – a saber, Michelle Melo (PDT), Adailton Cruz (PSB), Ismael Machado (PSDB) e Emerson Jarude (MDB) – autoriza o prefeito Tião Bocalom a criar pouco mais de 100 novos cargos, 5 secretarias adjuntas, 1 nova secretaria e mais um cargo de secretário, consequentemente, além de assessorias especiais em que os titulares serão remunerados com salários iguais aos de secretários.

Painel de votação na Câmara de Vereadores/ Reprodução

O aumento de cargos e gratificações deve gerar uma despesa anual de mais de R$ 15 milhões.

Os parlamentares de oposição que votaram contra o projeto repudiaram sua aprovação e o interesse do prefeito, sob a justificativa de que Rio Branco vive um período crítico com relação ao aumento de casos da covid-19 e um surto de influenza, além dos problemas envolvendo o transporte público.

“Isso é um estelionato eleitoral. Lembro que o prefeito disse à população, antes de ser eleito, que enxugaria a máquina pública, mas não é isso que está fazendo. Criticou as gestões do PT a vida toda, dizendo que existia uma farra com os cargos públicos, mas faz pior. Hoje, quer mais cargos à sua disposição do que a quantidade que tinha o Marcos Alexandre, por exemplo. Lamento que esse projeto tenha sido aprovado em meio a tantos outros problemas que deveríamos enfrentar”, disse Michelle Melo à reportagem do ContilNet.

O vereador Antônio Moraes, favorável ao PL, disse que a reforma é importante e “ já foi feita em outras gestões”. “O prefeito tem toda razão ao fazer essa reforma porque outras gestões também fizeram e a sua tem condições de fazer. Ser contra esse projeto é ser contra o desenvolvimento econômico de Rio Branco”, destacou.

Categorias e sindicatos foram até à Câmara protestar contra o PL, mas não obtiveram o apoio de todos os vereadores.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.085 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.