27.3 C
Rio Branco
10 maio 2022 9:34 pm

Dia da Memória do Holocausto é marcado por festa e presença de sobreviventes em Israel

POR EZIO GAMA, PARA CONTILNET

Última atualização em 29/04/2022 16:01

Yom Hashoah ou “Dia da Memória do Holocausto”, ocorre no dia 27 de Nissan no calendário hebraico. Este dia é lembrado anualmente como dia de recordação das vítimas do Holocausto, sendo assinalado em Israel e nas Comunidades Judaicas no mundo. Às 10:00 horas de Yom HaShoah, as sirenes aéreas soam por dois minutos.

Às 10:00 horas do Yom HaShoá, as sirenes aéreas soam por dois minutos. Os veículos de transporte públicos param por este período e as pessoas permanecem em silêncio. Durante o Yom HaShoá, estabelecimentos públicos são fechados, a televisão e rádio transmitem canções e documentários sobre o Holocaustoe todas as bandeiras são hasteadas à meio-mastro.

Paralelamente, o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto estabelecido por acção da Assembleia Geral das Nações Unidas, pela Resolução 60/7, de 1 de Dezembro de 2005, é cellebrado anualmente a 27 de Janeiro.

É um dia nacional de comemoração em Israel, no qual os seis milhões de judeus assassinados no Holocausto são homenageados. É um dia solene, começando ao pôr do sol no dia 27 do mês de Nisan e terminando na noite seguinte, de acordo com o costume tradicional judaico de marcar um dia.

Locais de entretenimento são fechados e cerimônias memoriais são realizadas em todo o país. As cerimônias centrais, à noite e na manhã seguinte, são realizadas no Yad Vashem e são transmitidas ao vivo. Marcando o início do dia – na presença do Presidente do Estado de Israel e do Primeiro-Ministro, dignitários, sobreviventes, filhos de sobreviventes e suas famílias, reunir-se com o público em geral para participar da cerimônia memorial em Yad Vashem, na qual seis tochas, representando os seis milhões de judeus assassinados, são acesas.

Na manhã seguinte, a cerimônia no Yad Vashem começa com o toque de uma sirene por dois minutos em todo o país. Durante a sondagem, o trabalho é interrompido, as pessoas que caminham nas ruas param, os carros param na beira da estrada e todos ficam em silêncio, em reverência às vítimas do Holocausto.

Depois, o foco da cerimônia no Yad Vashem é a colocação de coroas de flores ao pé das seis tochas, por dignitários e representantes de grupos e instituições de sobreviventes. Outros locais de memória em Israel, como o Kibutz dos Combatentes do Gueto e o Kibutz Yad Mordechai, também sediam cerimônias memoriais, assim como escolas, bases militares, municípios e locais de trabalho.

Ao longo do dia, tanto a televisão quanto a rádio transmitiram programgas sobre o Holocausto. Nos últimos anos, outros países e comunidades judaicas adotaram Yom Hashoah, o dia 27 de Nisan, para marcar seu próprio dia de memorial para as vítimas do Holocausto.

Muitos deles sobreviveram a um dos maiores massacres que a humanidade já viu e ressuscitaram seu idioma e sua pátria. Hoje, diante de tanta oposição e guerra, ainda podemos dizer “Am Israel Chai” (O povo de Israel vive!).

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.837 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.