31.3 C
Rio Branco
28 junho 2022 2:28 pm

Justiça manda Diogo Nogueira pagar mais de R$ 100 mil à ex-mulher e ao filho

Cantor recebeu prazo de 15 dias úteis para quitar retroativos referentes à pensão alimentícia

POR EM OFF, IG

Última atualização em 20/04/2022 16:57

No começo deste mês, Diogo Nogueira finalmente foi citado em uma ação de alimentos movida por sua ex-mulher, Milena Nogueira, na qual ela apresenta cálculos e pede que o cantor pague retroativos referentes à pensão alimentícia dela e do filho. O total do débito que ficou em aberto foi no valor de R$ 141,7 mil. O processo teve início em agosto do ano passado.

Diogo Nogueira foi citado na ação no último dia 4 de abril e o juízo deu um prazo de 15 dias para que ele quitasse a dívida, sob pena de multa 10% em cima do valor (cerca de 14 mil) e também de honorários advocatícios (10%). O prazo ainda está correndo.

Após a separação, o ex-casal, que tem um filho de 15 anos, homologou acordo de pagamento da pensão do menino no valor de pouco mais de R$ 13 mil, além de uma pensão temporária para Milena no valor de R$ 4 mil, pelo período de 24 meses. Os advogados da mãe do filho do sambista sustentam que os valores não foram pagos em sua totalidade, restando em aberto o débito que está sendo cobrado judicialmente.

Após ser citado, Diogo, através de seus advogados, se manifestou nesta quarta-feira (20), pedindo que o processo corra em segredo judicial. Recentemente, o cantor abriu uma ação na Vara de Família do Foro Regional da Barra da Tijuca, pedindo a revisão do valor da pensão alimentícia do filho, Davi. O artista quer deixar de pagar o valor já fixado para ser responsável somente pelos gastos mensais com educação, saúde, lazer e vestuário do filho.

Neste processo, o sambista sugere ainda que os gastos diários, como moradia, alimentação e habitação, por exemplo, sejam divididos entre ele e a mãe, Milena, de acordo com o período em que o menino estiver na casa de cada um, já que a guarda é compartilhada e o jovem fica 15 dias na casa da mãe e outros 15 na casa do pai.

A defesa de Diogo Nogueira sustenta que a necessidade do adolescente em receber os alimentos no valor atual é irreal, uma vez que as necessidades dele de hoje não são as mesmas da época da celebração do acordo de alimentos.  O advogado do sambista diz ainda que, embora o valor da pensão cubra as despesas extracurriculares de Davi, o jovem nunca fez qualquer atividade fora da escola, como esportes, curso de idiomas ou aulas de música e teatro, por exemplo.

Alega ainda que o cantor foi surpreendido recentemente pela notícia da troca de colégio do filho, sem sua autorização. Ainda de acordo com a defesa de Diogo Nogueira, a nova instituição em que Davi está matriculado não permite que ele saiba o valor da mensalidade, pois alega que Milena se apresentou como responsável financeira e, portanto, somente ela pode ter acesso aos valores. No entanto, o artista garante saber serem inferiores aos cobrados pela escola anterior.

Por fim, Diogo Nogueira diz que, embora repasse mensalmente o valor dos alimentos, o colégio de Davi ficou em atraso por três meses no ano de 2020 e ele arcou com o pagamento das mensalidades atrasadas.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.085 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.