22.3 C
Rio Branco
19 maio 2022 12:47 pm

Sinteac faz acordo com Prefeitura de Cruzeiro do Sul sobre reajustes salariais

A Prefeitura se dispôs a pagar o retroativo do mês de janeiro na primeira semana do mês de maio, referente à janeiro e fevereiro

POR JURUÁ ONLINE

Última atualização em 28/04/2022 16:01

Servidores da educação chegaram a um consenso com a Prefeitura de Cruzeiro do sul e terão melhorias salariais. O presidente do Sinteac, Pedro Lima, disse que foi realizada uma assembleia com os servidores na última segunda-feira (28).

De acordo com ele, foi aceita a proposta de reajuste salarial apresentada pela Prefeitura. “Os reajustes começam à partir de 5% dos servidores administrativos, podendo chegar até 23,8%. Já os professores iniciam com reajuste de 17% à 26%, proporcional à carga horária de 25h”, comemora Lima.

O professor de nível superior inicia ganhando uma referência a partir de R$ 2.403,00, mais R$ 505 de auxílio, e se estende de acordo com o nível acadêmico do servidor.

A partir do mês de agosto, mudanças serão feitas no Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) para garantir avanço na categoria. Entre elas, elevar a carga horária de 25h para 30h, trazendo um ganho considerável à educação. O salário do educador saíra de 2.403 para 2.884 reais.

Pedro Lima destaca ainda que uma conquista importante foi a sexta parte para os professores que será paga à partir do mês de maio ao completarem 25 anos de trabalho. Assim como os demais, os servidores administrativos também terão direito à sexta parte após completar o tempo estimado.

A Prefeitura se dispôs a pagar o retroativo do mês de janeiro na primeira semana do mês de maio, referente à janeiro e fevereiro. E em seguida, março e abril, com o referente aos meses seguintes.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.911 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.