25.7 C
Rio Branco
22 maio 2022 8:53 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Blog do Ton: Defensor ferrenho da indústria, José Adriano anuncia saída da Fieac por motivo especial

O Blog do Ton é assinado pelo jornalista Ton Lindoso, editor-chefe do ContilNet, e traz os bastidores da política acreana, comunicação e sociedade

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 28/04/2022 19:49

Última atualização em 04/05/2022 17:06

O ano era 2018. Nascia o movimento “Por um Acre mais produtivo”, reunindo as Federações do Comércio (Fecomércio/AC), das Indústrias (FIEAC), da Agricultura (FAEAC), a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agrícola do Acre (Acisa) e Confederação das Associações Comerciais do Brasil. À época, concebido junto a um partido que fazia base à candidatura de Marcus Alexandre, viu Gladson Cameli vencer nas urnas.

Um dos alvos do novo governo? José Adriano, presidente da Fieac com um largo histórico de luta em prol do setor produtivo no estado. Mas esse não foi o fim do movimento, que tinha como objetivo apresentar ao estado um novo modus operandi, um estado que depende menos do poder público e a iniciativa privada tem mais espaço para gerar desenvolvimento. Esse time se reagrupou, começou a comemorar vitórias assumindo a gestão do Sebrae, Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e, agora, comemora a recondução de Edivan Azevedo à Sepa.

E, através de José Adriano, que teve fôlego para até aqui defender com unhas e dentes ‘um Acre mais produtivo’, essa ampla frente de federações anuncia novo desafio: a disputa por vaga na Câmara Federal. A informação foi dada com exclusividade ao Blog do Ton por Adriano. Ele conta que o prego já foi batido e a ponta virada. “Chegou a hora de o empresário acreano comemorar mais essa conquista”.

Adriano concorreu nas eleições de 2018 e, mesmo visitando apenas 4 municípios, recebeu votos de todos os 22. De lá pra cá, muita coisa mudou. “Juntos, alcançamos a confiança do Estado, nos alinhamos, temos uma agenda de compromissos do Governo para com o setor e, hoje, o empresário se orgulha da trajetória que trilhamos. Nunca fizemos oposição, mas somos protagonistas das discussões que nos propusemos a participar – é importante saber a diferença. Estamos preparados para mais um desafio”.

Desejando fazer uma campanha leve, afirmando ter hoje nova mentalidade e ‘maturidade para dialogar’, eu tenho certeza que José Adriano vai às ruas mais preparado do que nunca. Melhor representado, esse setor não poderia ser.

Bastão

Assim que licenciar-se da presidência da Fieac, José Adriano passa o bastão para João Paulo de Assis, primeiro vice-presidente da federação. A data está marcada para 02 de junho. Antes disso, um período de integração já acontece. João Paulo já participa de atuais agendas.

Novo presidente

Ao Blog, o novo presidente afirma que está com o famoso friozinho na barriga para assumir o cargo, mas não tem com o que se preocupar. Com um competente José Adriano à frente da federação, eu também não me preocuparia.

Novo presidente³

Com três mandatos consecutivos à frente do Sindmineral, o sindicato das indústrias de areia, argila e laterita do estado, João Paulo é um excelente nome e que vai gerir com o apoio da executiva. Não tenho dúvidas de que manterá o mesmo nível de Adriano.

Petecão

Pré-candidato ao Governo Sérgio Petecão terá uma vice mulher. Esse é o furo que um insider do PSD afirmou ter.

Marcha para Jesus

É importante ressaltar que a presença do presidente Jair Bolsonaro na Marcha para Jesus no Acre ainda não foi confirmada. Bolsonaro tenta participar da marcha em todo o país, e a data de 17 de junho foi pensada por ter vaga em sua agenda. Mas entre ter vaga na agenda e o presidente vir tem muita coisa envolvida.

Palanque isolado

Reportagem da Gazeta do Povo diz que, no Acre e vários estados, os palanques de Bolsonaro e Lula podem isolar a terceira via. Essa via ainda não se mostrou competitiva. Portanto, já nasceu isolada.

Encantador de serpentes

Informações preliminares que me chegam dão conta de que o senador Marcio Bittar está a todo vapor nas articulações políticas. Quando me contaram, duvidei. Mas lembrei-me de que se trata de Marcio Bittar, denominado por Narciso Mendes como o encantador de serpentes da política acreana.

Suplente de Jesus

“Nas últimas eleições, fui o suplente de Jesus. Imagina a honra! É claro que fui muito bem”. Do presidente da Fieac, José Adriano, quando perguntado sobre seu desempenho nas últimas eleições. A declaração, em bom encontro rodeado de boas companhias, rendeu risadas.

Pesquisa

Ainda que mal pergunte: que fim levou a última pesquisa que o MDB tinha rodado?

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.