29.7 C
Rio Branco
27 maio 2022 1:03 pm

Bolsonaro e Lula têm as maiores rejeições para líderes da corrida eleitoral desde 1989

Pela 1ª vez, um dos dois pré-candidatos mais bem colocados na preferência popular, Jair Bolsonaro (PL), ultrapassa a barreira dos 50% de rejeição

POR TERRA

Última atualização em 14/05/2022 14:56

Em meados de anos eleitorais, um dado além das intenções de voto dos pré-candidatos é fundamental para medir os ventos que sopram sobre a opinião pública: a rejeição. Neste ano, a menos de cinco meses do primeiro turno, os patamares de quem diz “não votar de jeito nenhum” nos postulantes só se igualam aos de agosto de 1989, ano em que o país voltou a ter eleições diretas após a ditadura militar.

Levantamento do GLOBO a partir do banco de dados do Centro de Estudos de Opinião Pública (Cesop/Unicamp), Datafolha, Ibope e Ipec revela que, pela primeira vez, um dos dois pré-candidatos mais bem colocados na preferência popular, o presidente Jair Bolsonaro (PL), ultrapassa a barreira dos 50% de rejeição em meados do ano eleitoral.

Os números desde a redemocratização

Veja a rejeição dos candidatos em meados de cada ano eleitoral, de 1989 a março de 2022. Os entrevistados podem escolher mais de uma opção.

Leia a matéria completa em TERRA, clique AQUI! 

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.