30.3 C
Rio Branco
24 maio 2022 11:24 am

Concurso ANP: pedido com 107 vagas aguarda aval da Economia

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis confirma que aguarda autorização do seu pedido de concurso ANP, feito em 2021

POR FOLHA DIRIGIDA

Última atualização em 04/05/2022 09:44

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis ainda aguarda pela autorização do seu concurso ANP. O pedido enviado em 2021 segue válido, segundo a administração.

Em resposta dada em abril, no Acesso à Informação do Governo Federal, a ANP informa que encaminhou um pedido, em 2021, para a realização de concurso público. “Não sabemos se o Ministério da Economia vai autorizar a realização”, diz a Agência.

O pedido que aguarda uma posição do ME visa ao preenchimento de 107 vagas, nos seguintes cargos:

  • especialista em regulação de petróleo e derivados e gás natural (49);
  • especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás natural (19);
  • técnico em regulação de petróleo e derivados e gás natural (oito);
  • analista administrativo (23); e
  • técnico administrativo (oito).

Como informado em 2021, o objetivo, segundo a ANP, é recompor o quadro efetivo, que caiu de 685 pessoas, em 2017, para 613, em 2020.

No ano passado, por exemplo, somando os números de funcionários cedidos de outros órgãos, estagiários, terceirizados, entre outros, a Agência contava com 1.516 trabalhadores.

Último concurso ANP ocorreu em 2015

Há sete anos, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis realizava o seu último concurso ANP. Na época, foram oferecidas 34 vagas, sendo 24 somente na cidade do Rio de Janeiro, no escritório central da autarquia.

As oportunidades foram para os cargos de técnicos em regulação geral (12 vagas), técnico na especialidade de Química (duas) e técnico administrativo (20). Para concorrer, era preciso ter nível médio completo e, no caso do técnico em Química, curso na área.

As remunerações iniciais eram de R$6.330,52, para o técnico em regulação, e de R$6.062,52, no caso do técnico administrativo. O concurso foi organizado pela Fundação Cesgranrio.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, contendo 60 questões, sendo 40 de Conhecimentos Básicos e 20 questões Específicos. Na parte geral, foram cobradas as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Inglesa;
  • Noções de Informática; e
  • Conhecimentos Gerais (Direito Administrativo, Constituição da República Federativa do Brasil, Estrutura da Indústria do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e Noções de Estrutura e Regulação da Indústria Petrolífera).

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.941 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.