23.3 C
Rio Branco
27 maio 2022 5:51 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Criança de 4 anos é arremessada de carro pelos pais em Porto Velho

Casal foi preso e responderá por abandono de incapaz. Criança está com a avó materna após assinar um termo de responsabilização.

POR G1 RO

Uma criança de 4 anos foi arremessada para fora de um carro pelo pais, na noite de segunda-feira (9), em Porto Velho. O motorista de aplicativo presenciou a cena e perseguiu o carro dos suspeitos.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar (PM) saiu do 9º batalhão para atender um chamado de vias de fatos, mas durante o trajeto, o condutor de um carro de aplicativo acenou, chamando a atenção dos policiais.

Aos policiais, o motorista de 39 anos informou que estava indo buscar um passageiro quando, na rua da Glória, no bairro Areal, se deparou com um veiculo Gol, ocupado por um casal e uma criança.

Ele relatou que o condutor do Gol foi diminuindo a velocidade e parou o carro no meio da rua, neste momento o casal começou a brigar. Em dado momento, a mulher de 25 anos pegou a criança, de 4 anos e arremessou para fora do veículo. Após abandonar a criança, o condutor acelerou o veículo e deixou a criança no meio da rua, entre um fluxo intenso de carros.

A testemunha, observando a cena, pediu para um casal, que estava em motocicleta, cuidar da criança enquanto perseguia o outro carro.

Na rua das Crianças, no bairro Areal, o motorista de aplicativo conseguiu sinalizar o carro dos suspeitos e pediu para que o homem parasse o veículo. O condutor fez o retorno para pegar a criança e segundo a testemunha, o homem, de 33 anos, e a mulher, buscaram a criança.

A criança estava em um comércio, recebendo abrigo dos donos do local. A mulher desceu do carro e pegou a criança no colo. Já o motorista, fugiu do local quando ouviu a testemunha dizer que chamaria a polícia.

O condutor do carro de aplicativo continuou a seguir o homem, que foi contido após cerco da PM, em uma área de matagal, localizado entre as ruas Três e Meio e Alvorada, cerca de 1km distante de onde abandonou a criança.

Quando a polícia retornou ao comércio em que a criança estava com a mãe, a mulher tentou fingir que ela não era a mulher que jogou a criança, mas a testemunha reconheceu e falou para a polícia que era ela. Segundo a PM, ela não queria prejudicar o marido.

De acordo com os policiais, a criança não queria ficar com a mãe, pois estava bastante nervosa e agitada. O Conselho Tutelar foi até o local da ocorrência e ficou com a guarda do menor.

Com o suspeito, foi encontrada uma porção de cocaína. O homem também tentou danificar o camburão da viatura com chutes. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos conduzidos e eles foram encaminhados à Central de Flagrantes. O delegado que atendeu a ocorrência a lavrou como abandono de incapaz.

Aos cuidados da avó

Após o Conselho Tutelar tomar a guarda da criança, ela foi entregue à avó materna. A responsável assinou uma termo de responsabilização. A criança não tinha lesões pelo corpo.

O caso será entregue, segundo a conselheira, ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO).

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.