21.3 C
Rio Branco
27 maio 2022 10:55 pm

Ex-guarda municipal que matou ex-mulher e amigo dela durante churrasco é condenado a 44 anos de prisão

Além do feminicídio e do homicídio, Valtenir Pereira da Silva também foi condenado pela tentativa de homicídio contra amiga da ex-mulher. Crimes ocorreram em 2020

POR G1

Última atualização em 06/05/2022 15:47

O ex-guarda municipal de Campo Grande, Valtenir Pereira da Silva, de 37 anos, foi condenado nesta quinta-feira (5), a 44 anos e 4 meses de prisão por feminicídio, homicídio e tentativa de homicídio.

Ele foi condenado pela morte da ex-mulher, Maxelline da Silva dos Santos, de 28 anos, do amigo dela, Steferson Batista de Souza, de 34 anos e por ferir uma jovem, durante um churrasco, no bairro Jardim Noroeste, em 2020.

Durante o júri, ao ser questionado sobre os crimes, o réu declarou ter disparado por impulso e que perdeu o controle da situação.

Ele disse ainda que não se lembrava do motivo de ter se exaltado e não soube explicar o que levou a cometer o crime. “Não nego nada. Tenho consciência do que eu fiz e da minha responsabilidade com a Justiça”, justificou, pedindo, ainda, perdão à própria família e aos parentes das vítimas.

Valtenir foi condenado em todos os quesitos apresentados pelo Ministério Público. Em relação ao feminicídio da ex-mulher, teve a pena agravada por descumprir as medidas protetivas concedidas pela Justiça à vítima.

Estudante foi morta pelo ex-companheiro após 7 meses de relacionamento, diz polícia — Foto: Redes Sociais/Divulgação
Estudante foi morta pelo ex-companheiro após 7 meses de relacionamento, diz polícia — Foto: Redes Sociais/Divulgação

Crimes

O júri popular acontece dois anos após o crime, ocorrido na madrugada de 1º de março, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. As vítimas participavam de churrasco em uma casa, quando Valtenir chegou ao local atrás de Maxelline, que tinha medida protetiva contra ele.

Mesmo proibido de se aproximar da ex, Valternir entrou na casa e discutiu com ela. Na época, ele era guarda-municipal, sacou a arma e atirou em Maxelline, depois em Sterferson, que era casado com Camila, e em seguida em Camila. Por conta das acusações, ele foi exonerado do cargo público.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.