22.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 8:49 pm

Futebol brasileiro exporta cada vez mais quantidade e pouca qualidade

Um estudo que monitora 135 ligas de futebol ao redor do mundo mostra pouco protagonismo dos nossos jogadores lá fora

POR METRÓPOLES

Última atualização em 20/05/2022 09:58

Pesquisa feita pelo grupo CIES Football Observatory com 1.219 atletas exportados pelo mundo afora mostra que o Brasil continua liderando o ranking com 80 nações, muito à frente de França e Argentina, seus mais próximos concorrentes.

O estudo monitora 135 ligas de futebol ao redor do mundo. Segundo a pesquisa, o número de brasileiros e argentinos no exterior aumentou ligeiramente desde 2017, com apenas 4% e 6% de crescimento, respectivamente. Já na França, o aumento foi bem mais significante no mesmo período, representando 27%. Países como Holanda (60%) e Colômbia (41%) também se destacam no ranking.

Na análise qualitativa dos dados, porém, o Brasil deixa muito a desejar. Se analisarmos apenas as cinco principais ligas do continente europeu, sediadas em Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França, são poucos os jogadores brasileiros que realmente sejam protagonistas.

Vinicius Jr, no Real Madrid, é a nossa estrela mais cintilante no momento. Neymar está longe, muito longe de ser protagonista. É possível diagnosticar como o Brasil segue sendo fornecedor de enorme quantidade de “pé-de-obra”, mas o produto que exportamos perdeu muito de sua qualidade.

Veja o top-10

1219 atletas — Brasil
978 — França
815 — Argentina
525 — Inglaterra
441 — Alemanha
425 — Colômbia
409 — Espanha
400 — Croácia
379 — Sérvia
367 — Holanda

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.