28.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 6:29 pm

JV diz que está inclinado a disputar Senado, mas não descarta Governo: “A data de inscrever a chapa é só em agosto”

Com um tom de discurso combativo, Jorge afirma que chegou o momento do Brasil e do Acre voltarem a cresce

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 28/05/2022 11:08

O ex-prefeito, ex-governador e ex-senado pelo Acre, Jorge Viana, que já se declarou pré-candidato ao Governo nas eleições deste ano pelo Partido dos Trabalhadores, foi entrevistado pelos jornalistas Brena Amâncio e Tiago Martinello nesta sexta-feira (27), na Rádio Gazeta FM.

Com um tom de discurso combativo, Jorge afirma que chegou o momento do Brasil e do Acre voltarem a crescer. Assumindo erros no passado, ele acredita que o partido voltará a ter a confiança do povo. “O PT tinha erros a corrigir, mas isso não apaga o que fizemos”, disse ao relembrar as benfeitorias feitas por Marcos Alexandre e Angelim na Prefeitura de Rio Branco, Binho, ele mesmo e o irmão, Tião Viana, no Governo.

O ex-senador não deixou de fazer  elogios ao ex-presidente Lula, o líder maior do seu partido e que tentará voltar à Presidência da República. “Política para nós não é negócio, é um espaço para você poder fazer. Entramos na era do ódio de uma forma que não consigo entender. O Lula foi o melhor presidente desse Brasil, saiu aplaudido e depois tentaram vender a ideia de que era criminoso e agora ficou provado que era inocente, enquanto Moro virou réu”, afirmou Jorge.

“Se o Lula ganhar à presidência vai ser para pacificar o país, para trabalhar de novo, quem colocou luz nas fazendas dos grandes fazendeiros daqui? foi o Lula e eu, e esse pessoal agora xinga o presidente e ficam atrás de um que não fez nada”, continuou.

Sobre o cargo que disputará esse ano, JV, que pontua bem nas pesquisas para o Senado, continuou o mistério. “Eu serei candidato na eleição de 2022, estou sendo cobrado e me cobrando para ser, o problema é para quê. Eu sei que as pessoas querem saber, mas é preciso ter humildade, nosso partido perdeu tudo nas últimas eleições, a população quis mudar e é um direito dela e eu não carrego nenhum ressentimento. Mas é preciso assumir o erro, tinha gente com sapato alto demais, mas temos nosso legado e eu sinto que tenho a responsabilidade de ser candidato e tem duas vagas [Governo e Senado], o caminho pro enquanto é pegar a vaga do Senado, mas se tiver alguma mudança, um movimento maior, posso disputar o Governo, pois a data de inscrever a chapa é só agosto”, pontuou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.