21.3 C
Rio Branco
27 maio 2022 10:59 pm

Tchê reclama do preço do combustível e diz que, se quiser, Bolsonaro pode intervir: “É só pedir”

Tchê disse que a política de preço praticado pela Petrobrás foi modificada em 2016, no Governo Temer, mas que Bolsonaro divide a culpa, já que manteve

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 11/05/2022 11:26

O deputado estadual Luiz Tchê (PDT), fez um discurso indignado na sessão desta quarta-feira (11), da Assembleia Legistativa do Acre. Tchê falou da inflação no Brasil, em especial, o preço do combustível. O pedetista lembrou que o responsável pelos altos preços dos combustíveis no Acre e restante do país tem nome e sobrenome: “É o Jair Messias Bolsonaro”, apontou.

Tchê disse que a política de preço praticado pela Petrobrás foi modificada em 2016, no Governo Temer, mas que Bolsonaro divide a culpa, já que manteve.

“Desde 1994 até 2016, era feito custo e rentabilidade, o que o Temer fez e o Bolsonaro continua: preço por paridade internacional, e aí me dizem que não tem como mudar. Tem. É só ir para o conselho e pedir para mudar”, afirmou.

O parlamentar lembrou ainda que “as queimaduras que mais aconteciam eram as causadas por fogos de artifícios, agora é por álcool, porque está voltando a usar álcool e lenha para cozinhar”.

E para finalizar, o deputado pediu apoio à bancada federal para intervir junto ao presidente. “Se eu fosse amigo do presidente, tava todo dia no pé dele. Adianta ser amigo do presidente e pagar 5 mil de passagem? Adianta ser amigo do presidente e pagar 12 reais na gasolina? Não adianta”.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.