29.7 C
Rio Branco
27 maio 2022 12:42 pm

“Todos os anos, temos que sair de casa”: o drama de quem mora há décadas em áreas alagadiças

Edinaldo se mudou duas vezes e, em uma delas, passou 22 dias no abrigo público

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 09/05/2022 10:51

Aos 54 anos de idade, o diarista Edinaldo Liberalino já enfrentou muitas dificuldades na vida. Uma delas diz respeito à moradia. Há 13 anos ele reside no Bairro Praia do Amarílio, em Sena Madureira, e relata que durante todo esse tempo, na época da cheia do rio Iaco, precisou sair de casa com a família.

Nesse ano de 2022 não foi diferente. Edinaldo se mudou duas vezes e, em uma delas, passou 22 dias no abrigo público (ginásio Hermilton Gadelha Pessoa). “O que posso dizer é que o sofrimento é grande. Nas mudanças, o pouco que tínhamos acabamos perdendo, sem falar que é muito ruim estar longe de casa. Nesses 13 anos que moramos aqui, todos os anos fomos afetados pela alegação”, contou.

O diarista que enfrenta problema de coluna e não é aposentado, mora com a esposa e mais 5 filhos no local. “O pouco que a gente consegue é pra comprar alimentos. Ainda não deu pra juntar dinheiro e comprar terreno em um Bairro firme, mas continuamos sonhando em sair desse sofrimento. Esperamos que o poder público nos ajude nesse sentido”, comentou.

Assim como Edinaldo Liberalino há outros moradores nessa mesma situação. Para se ter uma ideia, a enchente desse ano afetou dezenas de famílias em Sena Madureira. “Agora estamos tranquilos porque o rio secou, mas quando chegam os meses de janeiro, fevereiro e março volta toda a preocupação. É nessa época que o Rio enche bastante e acaba nos atingido”, finalizou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.