27.3 C
Rio Branco
20 maio 2022 6:54 pm

Turma de Medicina Veterinária da Ufac recebe nome de aluno trans que teve nome social negado

"Fica eternizado na parede da instituição que o meu nome é Eduardo", disse o médico veterinário

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 11/05/2022 00:37

Depois de uma intensa luta para ter seu nome social destacado na certificação de conclusão de curso e colação de grau na Universidade Federal do Acre (Ufac), o acreano e homem trans Eduardo Souza de Freitas não apenas conseguiu se graduar em Medicina Veterinária como foi escolhido pelos colegas de classe para ser o nome da turma.

ENTENDA O FATO: Estudante trans se sente lesado pela Ufac ao não colar grau com colegas e ter nome social negado

Mesmo não conseguindo formar com os demais devido à toda burocracia enfrentada dentro da instituição para reconhecimento do nome social, o profissional vê a conquista como uma vitória para si e um exemplo para outras pessoas trans que desejam conquistar o ensino superior.

A placa com o nome de Eduardo está estampada em uma das paredes da Ufac/Foto: Reprodução

“Eu não consigo mensurar a felicidade que me toma com tudo isso. Estou começando a entender aos poucos o peso de toda essa conquista. Não é só uma placa e o nome de uma turma, mas um reconhecimento importante. Eu sinto que fico na história da instituição. Eu não tinha noção de que isso aconteceria, mas a história acontece”, informou à reportagem do ContilNet.

Morando atualmente no Rio de Janeiro e atuando na área que escolheu para sua vida, Freitas se tornou o primeiro homem trans negro que graduou em uma instituição federal no Acre.

Eduardo mora, atualmente, no Rio de Janeiro, onde exerce a profissão de médico veterinário/Foto: Reprodução

“Ser um homem trans que conseguiu conquistar uma graduação numa instituição federal é muito significativo. Fica esse exemplo para outras pessoas trans que vão entrar na universidade e sonham com essa realização. É possível, ainda que alguns gargalos surjam nesse processo”, continuou.

O nome de Eduardo foi aprovado por unanimidade quando a sugestão foi apresentada por seus colegas, à época.

“Fica eternizado na parede da instituição que o meu nome é Eduardo. Deixo aqui meu eterno agradecimento aos meus colegas e pessoas que torceram tanto por essa conquista. Meu coração está vibrando”, finalizou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.921 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.