20.6 C
Rio Branco
17 maio 2022 7:30 pm

UFC: Do Bronx rebate provocação de Gaethje “flamenguista”: “Nunca vai chegar aos pés do Corinthians”

Campeão dos leves defende cinturão no sábado, e rebate americano: "Ele está tentando entrar na minha cabeça falando que vou 'passar pelo inferno', mas o homem lá de cima cuida de mim"

POR COMBATE, GE

Última atualização em 06/05/2022 09:31

De terno e óculos escuros, Charles do Bronx chegou para conversar com o Combate na última quarta-feira em Phoenix, no estado americano do Arizona, e mostrou uma tranquilidade incomum para quem vai defender o cinturão de uma das categorias mais disputadas do UFC.

O brasileiro campeão peso-leve (até 70,3kg) não escondeu a espiritualidade religiosa que o acompanha e que o deixa tranquilo para entrar no cage, mas ao mesmo tempo seu adversário Justin Gaethje não ficou sem respostas. Principalmente depois de ter vestido a camisa do Flamengo para tentar provocar o embaixador do Corinthians.

– Ele botou a camisa do Flamengo, que é um grande time realmente no Brasil, mas que nunca vai chegar aos pés do Corinthians. Eu sou corintiano, eu sou de verdade. Meu espírito é corintiano, sou embaixador do Corinthians. Bobas são as pessoas que acreditam que ele é flamenguista porque ele colocou uma camisa do Flamengo pra me provocar. Ele colocou a camisa do Flamengo pra me provocar e não mudou em nada, só fico mais feliz ainda porque estou vendo que ele está tentando entrar na minha cabeça de alguma forma, como falando que vou “passar pelo inferno”, nunca cheguei nem perto disso. O homem lá de cima cuida de mim e nunca me deixou chegar nem perto disso.

Aos 32 anos, sendo 14 deles de carreira no MMA, o lutador do Guarujá sabe que a tentativa de Gaethje é para desestabilizá-lo, como já falou antes que Charles seria covarde por ter desistido em algumas lutas. Com a palavra, o campeão.

– Eles querem chegar em mim pra de alguma forma entrar na minha mente. Eles falam do meu passado, falam do meu presente, tentam falar de alguma forma, mas de verdade, é como falei: eles não vão entender. Eles falavam que eu não aguentava a pressão, que eu desistia, que passava um round e pegava só a bolsa de subir no ringue e ia embora pra casa. Eu tomo knockdown, eu sangro, levanto, ando pra frente, faço acontecer, estou perdendo, viro a luta e venço. Eles não têm o que falar mais. Duas lutas seguidas que tomei knockdown, levantei e fiz acontecer – disse, se referindo às lutas em que venceu Michael Chandler, pelo cinturão vago, e depois na última luta, quando defendeu o título contra Dustin Poirier.

Mas apesar da tentativa de descrédito por parte de Gaethje antes da luta, dessa vez o público parece ter entendido o valor do brasileiro. Pela primeira vez nas últimas lutas Charles do Bronx chega como favorito nas casas de apostas.

– Chegar aqui pela primeira vez na casa de apostas como favorito é gratificante demais. Mas não muda em nada, a gente tem que continuar trabalhando da mesma forma, focado, olhando pra frente em busca do nosso sonho que é aumentar esse legado, fazer história e sair com essa vitória, levantar nosso braço, e que a gente possa crescer e evoluir, não só o Charles como todo esse time gigantesco.

Charles do Bronx e sua equipe em Phoenix para o UFC 274 — Foto: Evelyn Rodrigues
Charles do Bronx e sua equipe em Phoenix para o UFC 274 — Foto: Evelyn Rodrigues

Do Bronx vem numa sequência de dez vitórias seguidas no UFC, onde não perde desde dezembro de 2017. Justin Gaethje, 33 anos, chegou a ser campeão interino há exatos dois anos, batendo Tony Ferguson, mas em outubro de 2020 perdeu a unificação para o então campeão linear Khabib Nurmagomedov. Depois disso, o americano lutou apenas em novembro do ano passado, quando venceu uma batalha de três rounds com Michael Chandler.

– Ele é um cara duríssimo, que anda pra frente, como eu também ando pra frente. Ele é um cara que todo mundo fala que tem um wrestling bom, uma mão boa, mas vejo o outro lado. Qual que é o outro lado? Chama-se Charles Oliveira, ele é lutador de MMA, um cara completo, tanto em pé como no chão. A minha mente é blindada, o meu espírito é blindado, estou entrando mais uma vez com Deus.

Recordista de bônus ao lado de Donald Cerrone, com 18 prêmios extras cada um, e recordista de vitórias por finalização (15) e por via rápida (18), Charles acredita que alguns desses números podem aumentar no sábado.

– Acredito demais no nocaute, acredito demais na minha mão! Acredito que tenho muito mais armas que ele. Mas sou um lutador de MMA, eu não desperdiço oportunidade, e aquilo que aparecer a gente vai fazer acontecer. O importante de tudo é ver meu time feliz, eu estar feliz e meu braço levantado.

Serviço do UFC 274

Combate transmite o UFC 274 ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 18h10 (horário de Brasília). O Combate.com transmite o “Aquecimento Combate” e as duas primeiras lutas no mesmo horário, assim como o SporTV 3 e o YouTube do Combate. O site acompanha o evento em Tempo Real.

UFC 274
7 de maio de 2022, em Phoenix (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-leve: Charles do Bronx x Justin Gaethje
Peso-palha: Rose Namajunas x Carla Esparza
Peso-leve: Michael Chandler x Tony Ferguson
Peso meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St. Preux
Peso-leve: Donald Cerrone x Joe Lauzon
CARD PRELIMINAR (18h30, horário de Brasília):
Peso meio-médio: Randy Brown x Khaos Williams
Peso-pena: Macy Chiasson x Norma Dumont
Peso meio-médio: Francisco Massaranduba x Danny Roberts
Peso-mosca: Brandon Royval x Matt Schnell
Peso-pesado: Blagoy Ivanov x Marcos Pezão
Peso-médio: André Fialho x Cameron VanCamp
Peso-mosca: Tracy Cortez x Melissa Gatto
Peso-mosca: Kleydson Rodrigues x CJ Vergara
Peso-palha: Ariane Sorriso x Lupita Godinez
Peso-galo: Journey Newson x Fernie Garcia

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.903 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.