32.3 C
Rio Branco
1 julho 2022 6:37 pm

Com mais de 30 anos de serviço no Colégio Meta, Nete Timóteo se aposenta: “Estou realizada”

Nete esteve acompanhou as mudanças do Colégio Meta e a formação de milhares de alunos

POR MARIA FERNANDA ARIVAL, PARA CONTILNET

Última atualização em 10/06/2022 14:08

Uma das funcionárias mais conhecidas pelos alunos e ex-alunos do Colégio Meta, Nete Timóteo, finaliza nesta sexta-feira (10) sua última semana como funcionária da escola afastada pela aposentadoria, após 31 anos e 5 meses trabalhando na portaria do colégio, recebendo e cuidando dos estudantes. Para Nete, é um momento difícil mas feliz.

A funcionária esteve no Colégio Meta nas últimas três décadas, acompanhando a evolução da escola, dos alunos e dos profissionais que passaram pelo antigo e atual prédio. “Para mim foram anos especiais, eu conheci todas as pessoas incríveis da minha vida. Eu me sinto realizada, trabalhar em uma empresa privada todos esses anos, eu sempre fui muito bem tratada e respeitada”, conta.

Nete relembra que no início da sua trajetória no Colégio Meta, logo foi promovida para a portaria, onde ficou até a aposentadoria e, ao ser questionada sobre histórias interessantes do tempo em que ficou na portaria, contou que não há nada mais interessante que acompanhar o crescimento de crianças que hoje têm formação profissional.

“Tem ex-alunos cardiologistas, fisioterapeutas e outros profissionais, que alguns hoje são meus médicos. Eu conheço do profissional de educação física ao juiz e é muito interessante, são vários anos que eu vi crianças se formarem em grandes profissionais”, diz.

Nete recebeu uma homenagem dos alunos do terceiro ano no início de 2022. Foto: Arquivo pessoal

A professora acreana, atualmente residente de Brasília, Nayra Claudinne Colombo, conta que estudou no Meta entre 1994 e 1996 e fala da relação com Nete. “Minha relação com o Meta e a Nete é muito suspeita, eu considero o Meta minha segunda família. Ela é uma pessoa gentil, amorosa, nunca mudou”, relembra.

Nayra, emocionada, diz que a filha também estudou no Meta. “Eu sempre ia levar minha filha e ela me abraçava orgulhosa. Ela sempre foi muito gentil, com um sorriso no rosto, nunca perdeu a empatia, o amor e o cuidado que ela sempre teve por todos nós”, conta.

Planos para aposentadoria

Com a última semana como funcionária do Meta chegando ao fim, Nete diz que não há planos para aposentadoria. “Todo mundo fala que vai viajar, eu vou deixar as coisas acontecerem naturalmente na minha vida, quando eu sair daqui eu sei que muitas coisas boas vão acontecer, a aposentadoria foi uma coisa boa, nao tem mais a responsabilidade do despertador, vou ter essa liberdade”, conta.

Emocionada, Nete falou que a última semana foi muito feliz e muito difícil, e compara com o final de um relacionamento “É o final de um relacionamento com a escola, os pais e os alunos e por isso me deixa angustiada, nervosa mas feliz”, revela.

Foto: Arquivo pessoal

Longe do Meta

Durante a pandemia causada pelo coronavírus, as aulas foram suspensas para manter o isolamento social entre os alunos e funcionários e Nete se manteve afastada da escola por um ano.

“Foi um momento muito difícil ficar longe do Meta e de todos, foram dias difíceis. Quando o professor Evaristo me chamou de volta foi como subir as escadas do Colégio Meta pela primeira vez, no retorno após a pandemia, com muita gratidão. Subir as escadas do Meta pela última vez vai ser muito difícil, mas eu estou preparada”, conta, emocionada.

Laços do coração

Ao longo das três décadas em que esteve no Colégio Meta, Nete encontrou diversas pessoas que se tornaram amigos e companheiros. “Nesses anos todos, eu tive grandes amigos, pessoas que me acompanharam e ajudaram no meu crescimento, tornaram meus dias muito felizes, são eles André Luiz, Valdenora, Ivonete, Maria José, Marina, professor Isaias e Norma Bezerra”, conta.

Nete com os amigos e colegas de trabalho. Foto: Arquivo pessoal

Além de agradecer a todos pela caminhada juntos, respeito e confiança, Nete agradece também a família De Luca, a todos os pais e amigos que teve durante a trajetória. “Foi uma caminhada feliz, foram muitos bons os anos que passei aqui. Se você me perguntar se algum dia eu pensei em desistir, eu diria que não. Eu sempre amei trabalhar no Meta. Estou feliz no profissional e pessoal”, diz.

Amizades que Nete fez no Colégio Meta. Foto: Arquivo pessoal

Nete também fala emocionada dos filhos Aquinei, Clínio e Ramison Timóteo, a quem agradece pela caminhada juntos. “Eles fazem meu dia sempre melhor e ao lado deles eu me sinto uma leoa. São minha fortaleza”.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.100 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.