22.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 8:45 pm

Crianças morrem com síndrome respiratória no Acre e Saúde alerta sobre gravidade

Nos últimos dois meses deste ano, nove crianças morreram vítimas do vírus “sinsecial respiratória”

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 08/06/2022 14:58

Por meio das redes sociais, o infectologista Thor Oliveira Dantas alertou a população acreana sobre a chegada da nova onda de doenças respiratórias, incluindo casos de Covid-19. Ele usou o exemplo de São Paulo para traçar um paralelo com a situação do Acre. A postagem dele foi motivada por mensagem recebida sobre a situação do Pronto Socorro: “Várias crianças entubadas e indo a óbito por insuficiência respiratória com bronqueolite e broncoespasmo”.

Nos últimos dois meses deste ano, nove crianças morreram vítimas do vírus “sinsecial respiratória”. Na manhã desta quarta-feira (8), a secretária de Saúde do Estado, Paulo Mariano, concedeu entrevista coletiva sobre o aumento de caso no Acre. “O que mais chama a atenção é a intensidade no agravamento dos sintomas nas crianças”, disse a gestora.

Secretária Paula Mariano concedeu coletiva à imprensa nesta quarta-feira (8)/Foto: Reprodução

Paula disse que a gestão já solicitou o aumento de leitos no Hospital da Criança, em Rio Branco e que todos os casos estão sendo acompanhados pelos profissionais da Saúde. “Não trata-se de um vírus novo, estamos vendo agora a reação nas crianças. Acreditamos que tenha relação com a pandemia causada pelo coronavírus e problemas relacionados à imunidade”, acrescentou.

A secretária também falou sobre a falta de alguns medicamentos, a exemplo da dipirona, alegando problemas na aquisição de insumos nos laboratórios. “Estamos procurando solucionar essa questão o mais breve possível”, argumentou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.