18.3 C
Rio Branco
2 julho 2022 3:28 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

‘Estava sem ar, se não fosse a população, minha história seria diferente’, diz entregador que sofreu mata-leão de agente de trânsito

Homem disse que fez boletim de ocorrência e que irá processar os dois funcionários públicos envolvidos na abordagem

POR G1

Motoentregador, de 30 anos, que viveu momentos de desespero ao ser alvo de golpe “mata-leão” por parte de um servidor da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), no centro de Campo Grande disse que estava morrendo.

“Eu estava trabalhando, não sou um vagabundo. Eles não estavam no sentindo de me segurar, estavam estrangulando mesmo, só pararam quando o pessoal gritou que estavam me matando, eu já estava sem ar”. contou o homem ao g1.

Conforme apurado pela reportagem, o homem que preferiu não se identificar por medo, disse que procurou a polícia que registrou o caso como lesão corporal e que processará os funcionários públicos.

“Pensei e vou processar os dois, fico me perguntando se eu não fosse entregador, se estivesse em um carro ou bem vestido, se não fosse negro, isso teria acontecido comigo?”, relatou indignado.

Os agentes de trânsito também procuraram a polícia e registraram um boletim de ocorrência por desacato, devido o motoentregador ter tomado o celular da mão dos profissionais.

Parte da ação foi filmada por pessoas que passavam pelo local.

Leia mais em G1, clique AQUI! 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.