28.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 5:10 pm

O Pica-pau do desenho sempre teve um nome e você provavelmente não sabia

O nome do personagem não foi usado no Brasil

POR LEGIÃO DOS HERÓIS

Última atualização em 02/06/2022 11:45

Um dos personagens mais amados do Brasil, o Pica-Pau foi o primeiro desenho animado a ser exibido na TV brasileira, na já extinta TV Tupi. Desde sua chega na TV daqui, em 1950 ele se tornou muito amado e querido pelos fãs, tendo um sucesso gigantesco e sendo muito mais reconhecido do que em outros países, inclusive nos Estados Unidos.

Criado por Walter Lantz e Ben “Bugs” Hardaway, o personagem foi inspirado, além de um incômodo Pica-Pau de verdade, no Pernalonga e Patolino. Porém, algo que muitas pessoas não sabem é o seu nome verdadeiro. Conhecido como Woody Woodpecker no original, o nome do personagem é simplesmente Woody.

No Brasil, apenas o sobrenome do personagem, Woodpecker, foi utilizado para designá-lo e assim ele passou a ser chamado apenas de Pica-Pau, com seu primeiro nome deixado de lado pela equipe de tradução da época. Antes do desenho animado ser traduzido e dublado, contudo, algumas revistas em quadrinhos foram publicadas com o personagem, com ele sendo chamado de Berimbau nas publicações d’O Cruzeiro e de Údi-Údi nas da EBAL.

O nome verdadeiro do Pica-Pau é “Woody”

Enquanto Woody é um nome comum nos Estados Unidos, ele não é tão famoso no Brasil, já que na maior parte das vezes é um diminutivo de Woodrow, ou outros nomes como Elwood ou Heywood. A alcunha se tornou bastante popular por lá com o 28º presidente, Thomas Woodrow Wilson, que era conhecido apenas pelo seu nome do meio.

Então, dessa forma, o Pica-Pau possui sim um nome próprio: Woody, porém ele não é utilizado na dublagem das animações no Brasil.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.