20.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 11:48 pm

Rondônia tem dois casos suspeitos de varíola dos macacos, diz Agevisa

Rondônia tem dois casos suspeitos de varíola dos macacos, diz Agevisa

POR G1 RO

Última atualização em 06/06/2022 11:34

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) confirmou nesta segunda-feira (6) que está investigando dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Rondônia.

O Brasil tem sete casos suspeitos de varíola dos macacos. Até o momento, nenhum caso foi confirmado.

Ainda segundo os pacientes com suspeita da varíola dos macacos em Rondônia “seguem isolados e clinicamente bem”, sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde.

A investigação dos casos está em andamento e amostras já foram coletadas e enviadas ao Laboratório Central de Rondônia (Lacen) e Laboratório de Referência Nacional, em Minas Gerais.

Não foram divulgados os perfis dos pacientes, e nem para onde ele viajaram recentemente.

A Agevisa diz que os casos suspeitos estão sendo acompanhados diariamente e que já emitiu um alerta para detecção, notificação e investigação de quaisquer novas suspeitas.

Sintomas da doença

Os sintomas iniciais costumam ser:

  • febre
  • dor de cabeça
  • dores musculares
  • dor nas costas
  • gânglios (linfonodos) inchados
  • calafrios
  • exaustão

Dentro de 1 a 3 dias (às vezes mais) após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, geralmente começando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

As lesões passam por cinco estágios antes de cair, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A doença geralmente dura de 2 a 4 semanas.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.