29.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 3:19 pm

Servidor público é preso suspeito de usar cargo para abusar sexualmente de menores carentes

O investigado trabalhava como servidor comissionado na Prefeitura de Cuiabá e atuou em projeto sociais com famílias carentes, utilizando do cargo para conquistar a confiança dos familiares das vítimas

POR G1

Última atualização em 22/06/2022 19:41

Um servidor público municipal foi preso nesta quarta-feira (22) suspeito de utilizar do cargo dele em projetos sociais para abusar sexualmente de duas adolescentes de 12 anos em situação de vulnerabilidade em Cuiabá.

Segundo a Polícia Civil, o investigado trabalhava como servidor comissionado na Prefeitura de Cuiabá e atuou na área de projeto sociais com famílias carentes, utilizando do cargo para conquistar a confiança dos familiares das vítimas.

Por meio de nota, a Prefeitura de Cuiabá informou que o investigado exerceu cargo na Secretaria Municipal de Governo, ocupando a função de assessoria e foi exonerado no dia 1° de abril deste ano. O município lamentou o corrido e afirmou que está colaborando com as investigações e que os atos praticados fora das atividades administrativas são de responsabilidade do investigado.

As investigações da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) iniciaram em março deste ano, quando o suspeito abusou sexualmente das duas adolescentes em uma ocasião em que disse que levaria as meninas para ver uma vaga de emprego de menor aprendiz.

No dia dos fatos, com autorização da família, o suspeito buscou as duas primas em casa e as levou para um curso. Na saída do local, o suspeito passou em um supermercado atacadista, onde comprou bebida alcoólica que ofereceu para as menores, dizendo ser sem álcool.

 

Ele então levou as menores para uma chácara no assentamento Monte Sinai, na região do bairro Altos da Glória, local onde teriam ocorrido os abusos.

As vítimas ficaram desacordadas no local e quando acordaram estavam com os zíperes das roupas abertos. O suspeito ainda pediu para que as adolescentes tomassem banho antes de levá-las para casa.

Após a comunicação dos fatos, foi dado início as investigações, sendo solicitados os exames periciais das menores, que deram positivo para conjunção carnal, porém negativo para uso de algum tipo de droga, indicando somente a ingestão de álcool.

Diante do apurado, foi representado pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça e cumprida nesta quarta-feira (22) pelos policiais da Deddica, na mesma chácara em que teriam ocorridos os abusos.

As investigações seguem em andamento para possível identificação de outras vítimas, uma vez que o suspeito utilizava do cargo e da confiança das famílias para chegar até as vítimas e praticar os abusos.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.