25.3 C
Rio Branco
14 agosto 2022 11:18 pm

Acre tem 6º caso suspeito da varíola do macaco notificado; saiba situação dos outros cinco

Paciente relata ter tido contato com viajantes de outros países há três meses

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 13/07/2022 17:14

O Acre registrou o 6º caso suspeito da doença de monkeypox, a varíola do macaco.

A informação foi repassada pela Secretaria de Estado de Saúde, em nota divulgada no final da tarde desta quarta-feira (13). Um dia após notificar o 5º caso suspeito.

Segundo as informações repassadas, “o paciente é um homem de Cruzeiro do Sul, que apresentou vesículas (bolhas), pústulas (bolinhas), febre de 39°, cefaleia (dor de cabeça), astenia (fraqueza), e adenomegalia (aumento dos linfonodos do pescoço) no primeiro dia de sintomas”, diz trecho.

O rapaz, que é casado com uma mulher indígena e trabalha em um comércio em área indígena no município de Feijó, confirma ter tido contato com viajantes de outros países há três meses e outras cinco pessoas do estado de Minas Gerais, não tendo contato físico direto com eles.

O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância de Saúde do Acre (Cievs), disse que o caso foi notificado no dia 6 de julho, mas apenas essa semana constou no sistema.

O paciente está endo tratado e em isolamento domiciliar desde o aparecimento dos sintomas, ele já apresentou melhora clínica, persistindo apenas três pequenas lesões, com presença de crosta.

Entre os familiares e contatos íntimos não há aparecimento de sintomas da doença.

CASOS ANTERIORES

Dos seis casos notificados, quatro foram descartados por critério laboratorial, dois de Cruzeiro do Sul, um de Rio Branco e um de Boca do Acre, que encontra-se internado em Rio Branco.

Ainda permanecem sob investigação um caso no município de Cruzeiro do Sul e um em Rio Branco.

Secretaria de Estado de Saúde do Acre

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.