27.3 C
Rio Branco
17 agosto 2022 10:35 am

Blog do Ton: No PSDB, Correinha fecha o cerco e deflagra Operação Caça Infiel

POR TON LINDOSO, PARA CONTILNET

Última atualização em 20/07/2022 07:50

O PSDB-AC emitiu uma resolução disciplinar n° 005/2022 na terça-feira (19) orientando os membros, filiados e pré-candidatos a não cometer infidelidade partidária.

As penalidades previstas? Perda de legenda nas eleições e até expulsão do ninho tucano. Correinha abre precedente apenas para os casos de apoio a partidos que façam parte das alianças que o PSDB participar.

A medida vem em um confuso período da política acreana, onde os postulantes agem quase que independentemente. Estas serão as eleições mais confusas dos últimos tempos.

Convenções

O prazo para realização das convenções partidárias começam nesta quarta-feira (20). O prazo vai até o dia 5 de agosto.

Largada

Quem dá a largada na frente é a dupla PSOL/Rede. Convenção marcada já para esta quarta-feira.

Confiante

Israel Milani, pré-candidato à Câmara, está confiante em fazer pré-campanha pedindo votos para a mãe, pré-candidata ao Senado por outra aliança. Acha que não vai haver problemas com Márcia Bittar pleiteando a vaga de vice. Eu conto?

Redonda

A chapa de Petecão está redonda e, enquanto outros blocos ainda penam por definições, ele sai na frente. Só eu que acho isso?

Eduardo Velloso

Com um mandato de senador, quem corre os quatro cantos de Rio Branco conversando com lideranças é Eduardo Velloso (UB-AC).

Michele

Em uma dessas conversas, um almoço com Michele Miranda, esposa de Alan Rick (UB-AC). Procede?

Inegável

Algumas coisas são questionáveis, outras não. É inegável o crescimento da senadora Mailza (PP-AC) na disputa pelo Senado nos últimos meses. Está dentro do jogo e forte. O vídeo com o presidente nacional da legenda, deputado Cajado, foi uma pá de cal em quem achou que Mailza recuaria.

Gladson

Outro fato inegável é à consolidação da chapa liderada por Gladson. Está tomando forma. Precisa apenas ter pulso e resolver a questão de Márcia Bittar na vaga de vice, que agrega muito. A palavra final precisa ser do governador, não de uma meia dúzia de aliados que querem tumultuar o processo.

Ney Amorim

Arregimentando centenas de milhares de votos na última votação para o Senado, Ney Amorim quer repetir parcerias para chegar à Câmara Federal. Tem andado bastante.

Problema

O problema é que esses candidatos com estrutura possuem uma falsa sensação de segurança porque disfrutam de algum poder. Na política, quase tudo é efêmero.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.