23.4 C
Rio Branco
15 agosto 2022 7:46 am

Energisa realiza procedimentos de manutenção na rede de energia elétrica

POR ASCOM

Última atualização em 22/07/2022 18:36

Para garantir a qualidade dos serviços de energia elétrica para os clientes, a Energisa, que atende os 22 municípios do Acre, realiza manutenções programadas nas áreas urbanas e rurais do estado. Os desligamentos são necessários para realizar a substituição de postes, troca de componentes, como cabos e conexões, além de podas de árvores com risco para a rede elétrica. 

De acordo com o gerente de Construção e Manutenção da empresa, Tiago Bastos, essa atuação contribui para uma maior confiabilidade da rede de energia. “Assim como qualquer equipamento, os componentes da rede elétrica têm uma vida útil. Substituí-los por novos e mais modernos antes de apresentarem problemas, é fundamental para manter o sistema em operação de forma confiável e segura”, explica o gerente. 

Tecnologia em benefício do cliente 

Visando garantir a continuidade do fornecimento de energia durante as manutenções, a Energisa investe em diversas tecnologias, como por exemplo o uso de drones.  

“Além de proporcionar um trabalho com mais segurança, a utilização de drones permite agilidade na inspeção de isoladores, cruzetas, conexões, postes, vegetação e equipamentos, sem falar da praticidade e celeridade nas inspeções das redes que estão mais distantes. Antes, o trabalho demandava mais tempo por conta de acesso que muitas vezes é dificultado pela geografia de determinados locais”. 

Outro destaque é a realização de manutenções com a rede de energia ligada. É isso mesmo. Em alguns casos, as equipes conseguem atuar sem a necessidade de desativar a rede de energia. Nesses procedimentos, são utilizados veículos com cestos aéreos (ferramenta acoplada ao caminhão, com altura de 10 a 13 metros), escada, plataforma e equipamentos que isolam a rede elétrica, e permitem que os eletricistas tenham contato com a rede elétrica. 

“Toda a operação é planejada justamente para que o cliente não seja afetado durante a execução dos serviços de manutenção. Ou seja, o trabalho executado em Linha Viva é realizado com a rede ligada, o que não causa transtorno aos consumidores. Além disso, os profissionais envolvidos nos serviços executados em Linha Vivia são especialistas nesse tipo de operação, passam por um treinamento diferenciado e usam todos os equipamentos de proteção individual para trabalharem em contato com a rede de média tensão ligada, com segurança”, detalha Tiago. 

Desligamento programado 

Por questões técnicas e de segurança da comunidade e dos colaboradores empenhados nas manutenções, há situações específicas em que é necessário o desligamento da rede elétrica durante os procedimentos.  “Nesses casos, a Energisa tem o compromisso de informar os clientes com 72 horas de antecedência para que tenham ciência do intervalo e se programem para o período em que a rede elétrica estará desligada”, afirma o gerente de Construção e Manutenção da Energisa. 

Os comunicados de desligamento programado informam as regiões que receberão a melhoria, hora de início e previsão do horário de finalização do serviço. Os clientes têm acesso a essas informações por meio de avisos em rádios locais, do aplicativo Energisa ON e envio de SMS para os números cadastrados na companhia. Vale ressaltar que o desligamento da rede elétrica só ocorre quando for realmente necessário. 

Tiago Bastos lembra que a rede elétrica é aérea e pode ser afetada por ações climáticas ou mesmo acidentes de trânsito. Nesses casos, a manutenção se transforma em emergencial e não há tempo hábil para informar os clientes sobre a necessidade de desligamento da rede. 

“Nessas situações, tentamos realizar o reparo no menor tempo possível, porém, adotando todas as medidas de segurança para preservar tantos os colaboradores quantos os clientes. Para isso, usamos tecnologias e equipamentos para reduzir o tempo do desligamento”, diz.  

Investimento de R$ 419 milhões em 2022 

A Energisa realizará investimentos de R$ 419 milhões este ano na área de concessão da distribuidora no Acre. A quantia é o maior investimento anual em energia nos últimos anos no Estado que vai beneficiar todos os municípios, contribuindo para a melhoria e a ampliação do fornecimento de energia. 

Entre as obras destacam-se: construção de sete subestações e linhas de distribuição de energia nos municípios de Rio Branco, Acrelândia, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Feijó e Mâncio Lima, e melhorias na subestação de Sena Madureira. Também serão construídas novas redes de distribuição para atender aos municípios de Porto Acre e Bujari.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.