33.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 2:55 pm

Fieac representa indústria acreana no 13º Enai

De acordo com o presidente da Fieac em exercício, João Paulo de Assis, o evento foi de grande importância para abrir os horizontes dos empresários locais

POR ASCOM

Última atualização em 02/07/2022 10:27

A Diretoria da FIEAC representou o setor acreano no 13º Encontro Nacional da Indústria, com o tema “O desafio da década: construindo o Mapa Estratégico da Indústria 2023-2033”, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília (DF), no último dia 30 de junho. No dia 29, a instituição promoveu, ainda, o Diálogo com Candidatos à Presidência da República – Ciro Gomes, Simone Tebet e Jair Bolsonaro, que receberam as propostas elaboradas pela entidade para as eleições deste ano, com vistas a contribuir para o desenvolvimento do país.

Reunindo mais de 1,5 mil empresários e representantes da indústria para discutir as bases do Mapa Estratégico 2023-2033, o Enai tem sempre como objetivo fomentar ideias para ampliar a competitividade e impulsionar o desenvolvimento da economia brasileira, permitindo que as empresas possam avançar, a partir da avaliação das tendências e das tecnologias que vão transformar os modelos de produção e de negócios na próxima década. O documento é elaborado pela CNI com o apoio de representantes das federações estaduais e associações setoriais, reunindo diretrizes para ações ou políticas públicas. “Entender esses desafios e traçar as estratégias adequadas para enfrentá-los é imprescindível para garantir o futuro das empresas e o desenvolvimento econômico e social do Brasil”, explica Robson Andrade.

De acordo com o presidente da FIEAC em exercício, João Paulo de Assis, o evento foi de grande importância para abrir os horizontes dos empresários locais. “Estivemos com uma comitiva de empresários, presidentes de sindicatos e ala jovem sindical, de forma que pudemos ter noção do que nos espera no amanhã. As eleições deste ano são muito importantes e vêm num momento crítico da economia, de pós-pandemia e em que essa guerra da Ucrânia com a Rússia tem impactado violentamente a economia mundial. Precisamos, assim, nos preparar, ter uma solução caseira, para que a nossa economia destrave e possamos trazer mais emprego e renda para todos”, avalia o empresário.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.