19.3 C
Rio Branco
11 agosto 2022 12:16 am

Major preso com 70 quilos de cocaína na BR-364 vai a julgamento

Além do tráfico, Moisés da Silva Araújo responde também por violência doméstica e assédio sexual a uma enteada adolescente; ele deve ser expulso da PMAC

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 27/07/2022 09:34

O major da reserva da Polícia Militar do Acre (PMAC), Moisés da Silva Araújo, preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) numa barreira policial na BR-364, 7, na região do Juruá, vai a julgamento nos próximos dias e deve ser expulso da corporação.  O militar é acusado de servir como segurança para traficantes de drogas. No ato de sua prisão, havia com ele e o motorista do carro em que a droga era transportada, mais de 70 quilos de cocaína.

Antes de ir para a reserva remunerada da Polícia Militar, o major já respondia a dois processos – um por violência doméstica contra companheira e a sogra e o segundo por importunação e assédio sexual a uma adolescente, filha da mulher com a qual ele vivia.

Sua prisão em flagrante ocorreu há 42 dias. A informação de seu julgamento está publicada no diário oficial do estado (DOE) desta quarta-feira (27).

Ele vai enfrentar o Conselho de Justificação da PMAC, órgão da Auditoria Militar, que avalia as condutas dos militares da ativa e da reserva. A sentença deste julgamento deverá ser a conclusão de “incapacidade presumível” de permanência na inatividade e violação do Código Penal Militar.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.