21.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 6:16 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Pimenta no Reino: no olho do furacão, Alan Rick embaralha cenário eleitoral no Acre

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Furacão

O deputado federal Alan Rick (UB) entrou no olho do furacão da política acreana nos últimos dias. O mais curioso é que não foi por vontade própria, e sim por uma posição do governador Gladson Cameli (PP), que sugeriu que o deputado poderá ser seu vice na luta pela reeleição.

Disputa

O problema é que Alan era, até pouquíssimos dias atrás, pré-candidato ao Senado. E se na disputa pelo Senado ele rivalizava com Mailza Gomes (PP), que assim como ele também é da base do governador, para vice ele rivaliza com Marcia Bittar (PL), que já era dada como certa na vice de Gladson.

Mexeu

O certo é que a “escolha” de Gladson por Alan Rick na vice, mexeu com todo mundo. Mexeu principalmente com seu próprio grupo, já que com Alan para a vice e Mailza para o Senado, deixa de fora o grupo do senador Marcio Bittar, que queria emplacar Márcia Bittar para o senado e depois para a vaga de vice.

Mexeu 2

A escolha mexeu também com Jorge Viana (PT) e Jenilson Leite (PSB), que vinham costurando uma dobradinha. Jorge, que vinha indicando uma candidatura ao Governo, voltou a almejar o Senado quando viu a saída de Alan Rick da disputa, o que poderia “facilitar” seu caminho de volta à Câmara Alta. Jenilson e o PSB enxergaram da mesma forma, e nesta terça (26) decidiram que o deputado disputará a vaga de senador. É confusão que nem acaba e nem fica pouca.

Rompeu

Uma coisa é certa, com essa escolha de Gladson, o grupo de Bittar não deve permanecer no barco governista. O rompimento é iminente.

União

Partido recém-criado, resultado da fusão entre DEM e PSL, o União Brasil parece que só carrega o “união” no nome mesmo. A sigla no Acre virou um vespeiro.

Curioso

Se tem uma coisa que estou curioso é saber como vai ser resolvida a questão da aliança do União Brasil com Gladson. É que da mesma forma que o ‘possível’ vice de Gladson, Alan Rick, é filiado ao partido, Marcio Bittar também é, e presidente. O que um não quer, dois não fazem. Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Artur Neto, pré-candidato a deputado federal pelo Podemos

Juruá

Artur Neto, pré-candidato a deputado federal pelo Podemos, tem focado suas andanças pela região do Juruá nesses últimos dias. Visitou Cruzeiro do sul, Rodrigues Alves e Mâncio lima. Neto também esteve recentemente em Taraucá.

Sonho

“Nessas visitas a gente percebeu que algumas pessoas estão desacreditadas da política, mas que também tem um sonho de que apareça alguém para ajudar elas, escutar e resolver os problemas de escoamento de produção. Vimos de perto a realidade de cada família, e vimos o descaso com relação as riquezas de biodiversidade em cada local”, disse o pré-candidato à uma vaga na Câmara Federal.

Tem chão

Artur já foi secretário de Bocalom (PP) e assessor da senadora Mailza (PP), além de dirigente estadual da sua ex-legenda, o PP. Tem chão na estrada da política acreana.

Calma

O período de convenções já começou e tem muito pré-candidato achando que já é candidato só porque seu nome foi oficializado durante o encontro partidário. Mas é bom lembrar que perante a Justiça Eleitoral, o pré-candidato só vira candidato a partir do dia 15 de agosto. Muita calma nessa hora.

Jingle

Tive acesso ao jingle oficial do pré-candidato ao Governo, o senador Sérgio Petecão (PSD), e tá de arrepiar. Coisa fina, de primeira qualidade. A música tá no nível de jingle presidencial, não deixa a desejar em nada. Redondinho.

Composição

Quem está por trás da composição e concepção do jingle é a equipe de marketing da campanha e o músico acreano Diogo Soares, vocalista da banda Los Porongas. Trabalho feito a muitas mãos, mas que o público só vai conhecer depois do dia 15 de agosto, data em que a campanha eleitoral tem início. A voz potente, com um sotaque pra lá de acreano, é de Kardesson Viola.

Ficha técnica

A direção musical é James Fernandes e André Dantas, e todos os músicos que participaram do trabalho são acreanos. As gravações foram feitas em Rio Branco, no RB Studio, e na região do Juruá, no estúdio KV Produções.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.