18.3 C
Rio Branco
11 agosto 2022 9:01 am

Sexta de gols, cambalhota e coraçãozinho nos Jogos Escolares

POR NA MARCA DA CAL/ MANOEL FAÇANHA

Última atualização em 02/07/2022 13:26

Com goleadas, cambalhota e até coraçãozinho, a disputa da 5ª rodada da modalidade de futsal dos Jogos Escolares sacudiu na manhã e tarde desta sexta-feira (1º) a galera presente nas arquibancadas dos ginásios esportivos do Centro Integrado de Esportes (CIE) e do Álvaro Dantas. Um total de 97 gols em 15 partidas foram anotados, proporcionando uma média de 6,46 por jogo.

As escolas Raimunda Pará e Wilson Barbosa fizeram um jogo de 15 gols pela categoria sub-17. Foto/Manoel Façanha

Com o torcedor vibrando nas arquibancadas do ginásio Álvaro Dantas, o duelo envolvendo as escolas Raimunda Pará e Wilson Barbosa, ambas da Cidade do Povo, registrou o maior número de gols durante a sexta-feira (1º): um total de 15, com vitória da primeira equipe por 14 a 1. Também digno de registro durante a partida foi a cambalhota do atleta da equipe vencedora após ele marcar o 13º gol da Escola Raimunda Pará.

 

Atleta da Escola Raimunda Pará comemora gol com cambalhota. Foto/Manoel Façanha
Atleta da Escola Raimunda Pará comemora gol com cambalhota e torcida comemora. Foto/Manoel Façanha

 

Os jogos da categoria sub-17 masculina começaram com a vitória do Glória Peres sobre o Boa União por 7 a 1. Outros confrontos apresentaram os seguintes resultados: EJORB 3 x 1 AME, Sigma 1 x 5 Colégio Meta, Lourival Pinho 1 x 3 Heloísa Marques, José Rodrigues Leite 8 x 3 Frei Heitor, Ester Maia 1 x 1 Carlos Casavecchia e Ceja 0 x 3 João Aguiar. Pelo naipe feminino, vitória avassaladora do Leôncio de Carvalho sobre a Escola Raimunda Pará pelo placar de 9 a 1.

 

O Colégio Sigma não resistiu ao melhor futsal do Colégio Meta. Foto/Manoel Façanha.
Colégio Meta tem uma equipe competitiva e capaz de brigar pelo título. Foto/Manoel Façanha.
Em jogo de seis gols, o Sigma perdeu para o Colégio Meta por 5 a 1. Foto/Manoel Façanha

 

No Centro Integrado de Esportes, local das partidas da categoria sub-14, o destaque ficou por conta da boa vitória do Colégio Acreano sobre o Colégio Dom Pedro por 5 a 0. No jogo de abertura, a Escola Raimundo Hermínio de Melo venceu, de virada, o Dom Pedro II por 3 a 2. Outros três jogos foram realizados: ABC 1 x 3 São José, Águia do Saber 1 x 3 Colégio Ame e Diogo Feijó 1 (4) x 1 (5) Frei Heitor. Pelo naipe feminino, vitória da Escola Carlos Casavecchia sobre Frei Heitor por 1 a 0.

 

 

No jogo de abertura, a Escola Raimundo Hermínio de Melo venceu, de virada, o Dom Pedro II por 3 a 2. Foto/Manoel Façanha
Colégio ABC sofreu a segunda derrota na fase classificatória dos Jogos Escolares. Foto/Manoel Façanha.
A Escola São José venceu a primeira partida na fase de grupos dos Jogos Escolares. Foto/Manoel Façanha.
O Colégio ABC, de Caio e Gabriel, não conseguiu superar o São José. Foto/Manoel Façanha
O goleador Pedrinho faz coração para torcida do colégio católico. Foto/Manoel Façanha.
O Colégio Acreano fez boa partida e derrotou o Dom Pedro por 5 a 0. Foto/Manoel Façanha
O Colégio Dom Pedro caiu para o Colégio Acreano por 5 a 0. Foto/Manoel Façanha
No Centro Integrado de Esportes (CIE), o Colégio Acreano venceu o Dom Pedro por 5 a 0. Foto/Manoel Façanha.
Os capitães das equipes do Colégio Ame e Águia do Saber com os árbitros Jackson Rodrigues e Mário Jorge. Foto/Manoel Façanha
A Escola Águia do Saber perdeu para o Colégio Ame por 3 a 1. Foto/Manoel Façanha
O Colégio Ame fez um partida eficiente e derrotou a Escola Águia do Saber. Foto/Manoel Façanha
A Escola Frei Heitor perdeu pelo placar mínimo para o Carlos Casavecchia. Foto/Manoel Façanha.
Carlos Casavecchia conquista importante vitória. Foto/Manoel Façanha.
As meninas das escolas Carlos Casavecchia sobre Frei Heitor fizeram um jogo equilibrado. Foto/Manoel Façanha.

 

Regra inclusiva

Entre as regras do regulamento da modalidade de futsal, categoria sub-14, está à inclusão obrigatória dos atletas presentes na súmula na quadra de jogo por um período mínimo de sete minutos e meio. O professor Marcelo Fontinele, da coordenação dos Jogos Escolares, comentou que a regra é importante no sentido participativo e inclusivo dos estudantes inscritos na competição. “É uma norma do regulamento bem bacana no sentido de inclusão e, as equipes participantes, aceitaram com simpatia essa cláusula”, disse Fontinele.

O professor Marcelo Fontinele troca ideia com um dos colegas da organização dos Jogos Escolares. Foto/Manoel Façanha

Fique sabendo

A modalidade de futsal conta com a participação expressiva de 72 equipes. O recorde de presentes está na categoria sub-17, com a inclusão de 31 equipes masculinas, 11 a mais do que a categoria sub-14. A modalidade conta ainda com a inscrição de 21 equipes do naipe feminino divididas nas categorias sub-14 e sub-17.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.