31.3 C
Rio Branco
7 agosto 2022 2:49 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

VÍDEO: Mulher fica ‘ao lado’ de sucuri de cinco metros sem perceber

Animal estava em um riacho de uma chácara localizada na BR-319. A mulher registrou o animal depois que conseguiu sair da água

POR G1

Melissa Matos, de 26 anos, estava dentro de um riacho em Porto Velho e não percebeu a presença de um gigante bem pertinho: uma sucuri de aproximadamente cinco metros. O vídeo do animal foi publicado em suas redes sociais na segunda-feira (4).

Ao g1, a mulher contou que o episódio aconteceu durante o fim de semana em uma chácara localizada no km 27 da BR-319, próximo a Porto Velho. Ela estava acompanhada de amigos.

“Desci o barranco pequeno que tem lá e estava na beira da água quando ela subiu a cabeça. Quando viram mandaram eu subir. Eu, claro, achei que era brincadeira, pois lá é raso e nem imaginava que podia ter uma ali”, contou.

Quando percebeu que realmente a sucuri estava bem pertinho, Melissa tomou um susto e saiu o mais rápido possível de dentro da água.

“Quase caí ainda porque o galho que me segurei quebrou”, relembra bem humorada, apesar de na hora ter ficado apavorada.

O vídeo divulgado nas redes sociais é de quando a mulher já tinha conseguido sair da água e flagrou o animal seguindo pelo riacho. Ela conta que não teve coragem de ficar mais para saber para onde a cobra iria.

Outros registros

No último mês, outras duas sucuris foram flagradas por moradores de Porto Velho. O primeiro caso aconteceu no Skate Park da cidade. Imagens mostram um homem tentando capturar o bicho pela cauda.

Ao g1, o biólogo Adriano Martins ressaltou que a forma de captura da sucuri foi arriscada. Caso a sucuri mordesse, o homem poderia se contaminar com muitas das bactérias que vivem na boca do animal, além de outros riscos.

Outro registro foi feito alguns dias depois, quando um morador flagrou outra cobra enquanto caminhava pelo centro da capital. Ela estava em um córrego, atravessando uma cerca de proteção para entrar em uma chácara.

Ainda segundo Adriano é possível considerar “comum” o aparecimento desses animais em zonas urbanas, já que a cidade de Porto Velho é implantada sobre uma malha hídrica.

“A nossa cidade é muito irrigada por igarapés que vão se interligando a bacia inteira, como se fossem veias e artérias, então isso acaba fazendo com que haja um fluxo de populações entre áreas. Então as sucuris elas acabam transitando bastante entre esses igarapés”.

CLIQUE AQUI para ver o vídeo.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.