34.3 C
Rio Branco
8 agosto 2022 5:52 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Açougueiro mata esposa a facadas e mantém corpo escondido por quatro dias dentro de casa

Inácio Pessoa Rodrigues admitiu que assassinou Luciana Carvalho, de 45 anos, durante uma briga. Vizinhos desconfiaram do sumiço da vítima e do mau cheiro

POR G1

O corpo de Luciana Carvalho, de 45 anos, foi encontrado em sua residência na avenida Júlio de Castilho, na Vila Silvia Regina, em Campo Grande (MS), na noite desta segunda-feira (1º). O açougueiro Inácio Pessoa Rodrigues, de 47 anos, admitiu que assassinou a esposa durante uma briga e que passou os últimos quatro dias com o corpo escondido em casa.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima foi morta há cerca de quatro dias pelo companheiro com golpes de faca. Vizinhos desconfiaram do sumiço da vítima e acionaram a PM ao sentirem mau cheiro vindo do imóvel.

Assim que entraram na casa, os policiais encontraram o corpo de Luciana caído em um dos cômodos da residência. Marcas no corpo da vítima indicam que ela foi morta com pelo menos três facadas.

Enquanto peritos e policiais trabalhavam no local do crime, vizinhos perceberam a presença do marido da vítima, também morador da casa. Ao perceber a aproximação da polícia, ele tentou fugir de bicicleta, mas foi alcançado e confessou ser autor do crime.

Inácio Pessoa Rodrigues está preso na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

Casos de 2022 já superam 2021

 

A secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) aponta que 26 mulheres foram vítimas de feminicídio no estado em 2022. O número é o acumulado de casos entre 1º de janeiro e 1º de agosto.

A quantidade de vítimas já é 8,3% maior do que a registrada entre janeiro e todo o mês de agosto de 2021, quando ocorreram no estado 24 feminicídios.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.