32.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 7:51 pm

Em psicografia, Eliza Samudio conta como foi sua morte e onde está seu corpo

Vidente publica carta psicografada que teria recebido de Eliza Samudio. "Corpo no fundo do rio"

POR EM OFF, IG

Última atualização em 01/08/2022 17:04

Há doze anos a morte de Eliza Samudio mobilizou todos os veículos de imprensa e a atenção do público. Além de ser um caso chocante e repleto de detalhes sórdidos, o corpo de Eliza nunca foi encontrado. Embora o mistério permaneça, uma psicografia feita pela vidente Chaline Grazik, traz novas informações de como foi a morte de Eliza e onde está o seu corpo.

Eliza Samudio foi assassinada a mando do goleiro Bruno e os restos mortais da modelo que nunca foram encontrados, podem estar no fundo de um rio, segundo a vidente, que diz ter recebido uma carta psicografada com a informação atribuída à própria Eliza.

“Foi cruel, foi horroroso. Eu tentava pedir socorro, mas ninguém me ouviu. Meu pescoço doía tanto, apertaram, até faltar oxigênio no meu corpo. Mas, neste momento, meu espírito saiu imediatamente do corpo. Ficou perto de uma árvore de onde vi tudo o que fizeram comigo. De repente, veio um homem mal-encarado, de pele morena e camiseta vermelha. Naquele dia eu não sabia quem era ele. Mas eu conseguia ver tudo o que faziam comigo, uma sensação que eles tinham de pavor, que não sabiam o que fazer. Pareciam endemoniados. Nunca imaginei do que fossem capazes. Um dizia para o outro como esconder o corpo… Decidiram me jogar num rio, que lembro nitidamente, um rio fétido. Pegaram uma madeira com fiapos e me bateram muito, até que meu corpo ficasse no fundo. Eles tinham cara de apavorados, mas mesmo assim cometeram o crime. Eu vi tudo, senti tudo”.

A vidente publicou a carta em suas redes sociais e diz que os vestígios serão encontrados.

Veja post:

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.