29.3 C
Rio Branco
18 agosto 2022 8:42 am

No Espaço da FIEAC, Mulheres da Indústria planejam próximo evento

POR ASCOM

Última atualização em 05/08/2022 15:01

Na noite desta quinta-feira, 4 de agosto, o Grupo de Mulheres da Indústria aproveitou o Espaço da FIEAC na Expoacre, localizado no Galpão da Indústria, para realizar uma reunião e traçar estratégias para os próximos eventos, como o Arraial Fora de Época das Mulheres da Indústria, ainda com data a ser definida.

O evento terá como objetivo arrecadar fundos para as ações filantrópicas que a equipe vem realizando já há três anos, apoiando causas diversas, como a humanização da Ala Infantil do Hospital do Câncer, entrega de donativos para entidades e apoio a trabalhadores da indústria em situações de risco.

O Grupo Mulheres da Indústria é formado por diretoras da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), empresárias e voluntárias acreanas que decidiram se reunir para realizar essas ações no estado, com apoio da instituição, sempre levando alegria e solidariedade ao próximo.

A coordenadora do movimento, empresária Raimundinha Holanda, que também é vice-presidente da FIEAC, afirma que um tratamento humanizado faz total diferença na vida das pessoas.

“Sabemos da importância disso, em qualquer que seja a circunstância, na vida de alguém. Seja melhorando seu dia, arrancando um sorriso, fazendo um afago na alma. É por isso que estamos aqui: por acreditar nesta corrente do bem e que, se somarmos forças, poderemos fazer muito mais”, ensina ela.

NEGÓCIOS COM O PERU – Aproveitando a passagem pelo estado do Acre para fazer prospecção de negócios, a adida agrícola da Embaixada do Brasil no Peru, Ângela Pimenta, também visitou o Galpão da Indústria e o Espaço da FIEAC na última quinta-feira. De acordo com ela, a instituição é uma grande apoiadora desta iniciativa e tem lhe ajudado a conhecer várias indústrias locais com potencial para fazer negócios com o país vizinho.

“Não somente indústrias na área de alimentos, agricultura e pecuária, mas também do setor de calçados, de transformação. Para nós, está sendo uma grande honra e eu saio daqui orgulhosa de ser brasileira e ter a possibilidade de levar esses produtos para serem apresentados para os peruanos e gerar negócios. É isso que a gente quer”, elogiou Pimenta.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.