19 de junho de 2024

Marmitas por assinatura: praticidade e comida saudável

O mercado da alimentação tem visto uma tendência em ascensão, com empresas buscando novas formas de impulsionar as vendas enquanto oferecem praticidade e refeições saudáveis aos clientes. Uma estratégia que vem se destacando é a oferta de refeições por assinatura, como os populares clubes de comida e de doces.

 Por meio desses serviços, os clientes podem se inscrever para receber regularmente uma seleção de produtos, como refeições prontas ou lanches saudáveis, diretamente em suas casas. Além de garantir uma dieta balanceada e saborosa, esses clubes de assinatura também proporcionam uma experiência conveniente e personalizada aos consumidores.

 Ao optar por um clube de assinatura, o cliente realiza uma subscrição do produto de interesse e efetua o pagamento de forma automática e recorrente, podendo optar por utilizar cartão de crédito, vale-refeição, débito em conta bancária ou link de pagamento.

 Com o aumento da demanda por produtos saudáveis e práticos, a expectativa é que essa tendência continue crescendo nos próximos anos, como destaca estudo da Fispal Food Service e FGV Jr. A perspectiva é de que o mercado da alimentação seja cada vez mais movimentado, oferecendo opções de qualidade aos clientes em busca de uma vida mais saudável.

 Vale lembrar que o custo médio do trabalhador brasileiro para comer fora de casa em 2022 foi de R$ 40,64, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT). Esse valor foi 17,4% maior em relação ao período pré-pandemia.

 Diante de uma nova realidade, que naturaliza hábitos com o home office, o consumo de refeições caseiras congeladas, por exemplo – que podem ser mantidas em estoque para a semana ou para o mês –, passou a ser uma opção não apenas para uma alimentação mais saudável, como também para redução de gastos.

Como funciona a “marmita por assinatura”

 Afinal, como funciona um clube de assinaturas de marmita? Primeiro, é importante entender o conceito de clube de assinatura. Trata-se de um modelo de negócio em que os clientes pagam uma taxa mensal para receber produtos exclusivos e personalizados.

 No caso das marmitas, conforme informações ressaltadas em portais de negócios, os assinantes recebem um pacote semanal com refeições, que podem ser personalizadas de acordo com as preferências de cada um.

 O cliente escolhe o plano que melhor se encaixa em suas necessidades, efetua o pagamento e recebe as marmitas em casa, no trabalho ou no local escolhido. Praticidade e comodidade são as principais vantagens desse modelo de negócio, pois os assinantes não precisam se preocupar em cozinhar ou sair para comprar comida, além de terem a garantia de refeições saudáveis e equilibradas.

 Outro benefício dos clubes de assinatura de marmita é a possibilidade de experimentar novos sabores e pratos que talvez não teriam a oportunidade de provar em outras situações. Além disso, o modelo de negócio favorece a economia de tempo e dinheiro, pois o cliente pode programar o consumo das refeições e evitar desperdícios.

Cresce entrega de comida congelada

Antes mesmo da pandemia, o mercado de marmitas congeladas já vinha apresentando um crescimento significativo. De acordo com um estudo do Sebrae-SP, realizado em 2019, 47% dos empresários do setor de alimentação planejavam oferecer novos serviços e a oferta de marmitas congeladas era uma das soluções mais indicadas.

 Em 2022, essa tendência foi consolidada. Uma pesquisa realizada pela Fispal e FGV Jr. em julho de 2021, com 800 consumidores em todo o Brasil, revelou que 41,6% das pessoas passaram a consumir mais marmitas, congeladas ou frescas, durante a pandemia.

 Segundo a pesquisa, o preço foi o principal fator para a escolha das marmitas, citado por 57% dos entrevistados. Além disso, a rapidez na preparação foi um motivo para 47%, enquanto 37% destacaram a falta de tempo para cozinhar.

 O levantamento também mostrou que a maioria dos consumidores que aumentaram o consumo de marmitas durante a pandemia pretende continuar comprando mesmo após o término das restrições. Dos entrevistados, 40% concordaram totalmente e 42% concordaram parcialmente com essa afirmação.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost