Governo se posiciona sobre caso de faccionado que invadiu hospital e provocou pânico em funcionários

A Sesacre reiterou "o compromisso do governo do Acre com a qualidade do atendimento e a segurança de seus pacientes e colaboradores"

Em nota lançada na manhã desta quarta-feira, o secretário de Saúde do Acre, Pedro Pascoal, se posicionou a respeito de uma tentativa de invasão registrada na noite desta terça-feira (30), no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into).

SAIBA MAIS: Pânico: homem tenta invadir UTI e ameaça matar funcionários de hospital em Rio Branco; VÍDEO

A PM foi até o local/Foto: ContilNet

De acordo com informação apuradas e divulgadas pelo ContilNet, funcionários da saúde viveram um momento de pânico dentro da unidade quando um homem tentou invadir o hospital para ir até a Unidade de Tratamento Intenso (UTI), onde a mãe dele estava internada.

Ainda segundo informações de funcionários, a mulher chegou ao local já transferida de outro hospital e estava com um quadro clínico grave e usando um máscara de inalação. O homem que tentou invadir o Into é filho dessa mulher, e ele chegou se identificando como membro de uma determinada facção criminosa e começou a ameaçar os seguranças e os funcionários.

“O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), vem a público esclarecer sobre o incidente no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into), na noite desta terça-feira, 30, onde um indivíduo tentou acessar uma área restrita da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os profissionais médicos prontamente agiram conforme os protocolos estabelecidos, impedindo o acesso do indivíduo e encaminhando-o para fora da área restrita, onde foi contido pelos seguranças da instituição”, diz um trecho da nota.

Ainda segundo os funcionários, a todo momento o homem falava que não queria que a mãe dele fosse entubada e se ela passasse por esse procedimento, ele mataria todo mundo.

“Por questões de segurança, a Polícia Civil foi acionada para garantir a integridade dos pacientes, funcionários e das instalações do hospital. Ressaltamos que todas as medidas foram tomadas, seguindo os procedimentos padrões e visando o bem-estar e a segurança de todos os envolvidos”, continua o posicionamento.

Por fim, a Sesacre reiterou “o compromisso do governo do Acre com a qualidade do atendimento e a segurança de seus pacientes e colaboradores”.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost