Curta-metragem acreano explora racismo e capacitismo com uma criança abandonada; conheça

Obra é dirigida por Moisés Souza e produzida por Júnior Souza

Baseado no livro “A Loucura do Orfanato”, o curta-metragem “Abandonada no Orfanato” está sendo produzido no Acre. Dirigido por Moisés Souza e produzido por Júnior Souza, o filme conta a história de Manuela, criança negra com síndrome rara, que precisa enfrentar preconceito e traumas, devido à sua história.

Foto Ilustrativa/Foto: Freepik

“O enredo não só explora as lutas pessoais de Manuela com sua condição, mas também o cenário do abandono materno no orfanato, o preconceito racial, a forma como ela navega pelas complexidades da adolescência, amizades e autodescoberta”, ressalta a sinopse da trama.

Os responsáveis ainda deixam claro como buscaram fugir de estereótipos e caricaturas, mas retratar a protagonista com todos os seus momentos de drama, introspecção e momentos emocionantes. Além de estarem cientes da importância de se ter uma protagonista criança preta e neuro divergente no centro de sua história.

O filme está em desenvolvimento com produção executiva de Júnior Souza e direção de Moisés Souza. O projeto é financiado por meio da Lei Paulo Gustavo, com o apoio da Fundação Elias Mansour (FEM) e Governo do Estado do Acre.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost