PL prevê ampliação do tempo de substituição de motocicletas para mototaxistas; entenda

Em Rio Branco, mais de 640 famílias dependem do serviço de mototáxi

Foi apresentado na Câmara Municipal de Rio Branco, nesta terça-feira (25), o Projeto de Lei Ordinária que altera o inciso 2 do artigo 15 da Lei Municipal nº 2310, que regulamenta o serviço de mototáxi em Rio Branco.

De autoria do vereador Arnaldo Barros (Podemos), o texto amplia a validade das motocicletas de oito para 12 anos. A ação tem objetivo de reduzir os custos operacionais dos trabalhadores.

O projeto foi apresentado na Câmara dos vereadores/ Foto: Reprodução Rede Amazônica

“Estender o prazo de validade das motocicletas permitirá que os mototaxistas continuem suas operações com menos pressão financeira, sem comprometer a segurança e a eficiência do serviço. A exigência de substituição das motocicletas a cada oito anos representa um custo significativo para esses profissionais”, diz trecho do projeto.

Em Rio Branco, mais de 640 famílias dependem do serviço de mototáxi na capital acreana, apontou o vereador em sua fala na Câmara.

Representantes da categoria participaram da sessão durante a manhã desta terça-feira e apresentaram suas queixas com relação ao tema, aos vereadores presentes na Câmara.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost