Sem pagamento há quase dois meses, médicos do Hospital do Juruá ameaçam paralisar atividades


Se não houver o pagamento, os profissionais deverão manter apenas os serviços de urgência e emergência

ASCOM SINDMED

Há quase dois meses sem pagamento, os médicos do Hospital do Juruá podem paralisar o atendimento a partir do dia 12 caso não haja o depósito das remunerações. A decisão foi tomada na noite de segunda-feira (05) depois de uma última tentativa de negociação.

Segundo do presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Ribamar Costa, se não houver o pagamento, os profissionais deverão manter apenas os serviços de urgência e emergência.

Hospital do Juruá/Foto: reprodução

“A decisão foi tomada depois de várias tentativas de se buscar uma resolução para o problema. Todos possuem família e dependem do dinheiro para pagar contas, então a decisão da classe é de parar caso não seja atendida a reivindicação”, explicou o sindicalista.

O Hospital do Juruá é administrado pela Associação Nossa Senhora da Saúde (Ansau), uma ONG que recebe recursos do governo do Estado para manter a instituição de saúde em funcionamento.

Os atrasos nos pagamentos são recorrentes, chegando a prejudicar os trabalhadores desde 2014. Um dos casos mais graves foi registrado em dezembro do ano passado, quando os servidores ficaram sem os recursos de dezembro e janeiro.

“Esse governo sempre se gaba por nunca ter atrasado salários, mas, como é visto, eles cometem sim essa irregularidade, chegando a deixar trabalhadores da saúde sem recursos por meses seguidos, o que é um desrespeito com as famílias e com os trabalhadores que passam finais de semana e feriados de plantão”, protestou o presidente do Sindmed-AC.

Ao todo, 41 médicos podem cruzar os braços caso não haja o pagamento.

comentários

Outras Notícias

Veja Também