Torturadores de menor que se fingiu de morto são presos e liberados; delegacia não tem delegado


Grupo de dez pessoas sequestrou e torturou menor, e achando que o haviam matado, amarram e encapuzaram e levaram para jogar o corpo de uma ponte no igarapé

O ALTO ACRE

Um trabalho rápido de investigação envolvendo Polícia Militar e Civil, foi possível realizar a identificação e detenção de possíveis envolvidos na tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (29), quando um grupo de aproximadamente 10 pessoas, sequestraram, torturaram e desferiram várias facadas no corpo do menor.

Durante todo o dia até o início da noite desta sexta-feira (30), homens do 10º Batalhão da PM do Alto Acre, juntamente com o apoio de agentes civis de Epitaciolândia, iniciaram as investigações e busca dos envolvidos pelos bairros da cidade.

Os acusados foram presos e em seguida liberados/Foto/O Alto Acre

Na operação, foram detidas pessoas que já têm passagens pela Justiça do Acre e que confessaram a participação direta, além de munições para fuzil calibre 7.62, possivelmente parte das que foram roubadas no quartel boliviano de Porvenir em junho passado.

Um trabalho rápido de investigação envolvendo Polícia Militar e Civil, foi possível realizar a identificação e detenção de possíveis envolvidos na tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (29), quando um grupo de aproximadamente 10 pessoas, sequestraram, torturaram e desferiram várias facadas no corpo do menor.

Munições para fuzil calibre 7.62/Foto: O Alto Acre

Achando que haviam matado, amarram e encapuzaram e levaram para jogar o corpo de uma ponte no igarapé. O jovem conseguiu escapar com vida e se encontra em observação após passar por cirurgia, depois de ser resgatado por homens do Bombeiros e Polícia Militar.

Leia mais: Menor passa por ‘tribunal de facção’, se finge de morto e escapa da morte no interior do Acre

Durante todo o dia até o início da noite desta sexta-feira (30) homens do 10º Batalhão da PM do Alto Acre, juntamente com o apoio de agentes civis de Epitaciolândia, iniciaram as investigações e busca dos envolvidos pelos bairros da cidade.

Na operação, foram detidas pessoas que já tem passagens pela Justiça do Acre e que confessaram a participação direta, além de munições para fuzil calibre 7.62, possivelmente parte das que foram roubadas no quartel boliviano de Porvenir em junho passado.

Um dos envolvidos detido é suspeito de envolvimento em assalto a mão armada dias atrás na cidade de Epitaciolândia na companhia de outros menores. Também foi encontrado drogas e a bicicleta do menor que escapou do cerco.

Polícia encontrou dinheiro e droga durante a operação/Foto: O Alto Acre

Após todo o dia de trabalho e detenção ainda em flagrante, os policiais foram surpreendidos em saber que não havia delegado de plantão, pois, o titular está viajando e o plantonista da regional não poderia atender o caso.

Sem muito o que fazer, todos os detidos foram liberados e deverão responder quando forem chamados futuramente por intimação. O fato revoltou até mesmo advogados que nada podem fazer neste caso. Segundo informações obtidas, o Comando da PM estará entrando em contato com o Ministério Público para que algo seja feito.

(ATUALIZAÇÃO ÀS 15H06)

DELEGADO FALA SOBRE O CASO

Após a publicação desta matéria, o delegado Karlesso Nespoli, que responde pelos municípios de Assis Brasil, Brasiléia e Epitaciolândia, entrou em contato com o jornal oaltoacre, para falar que, as informações estariam desencontradas. Disse que, mesmo que estivessem em flagrante, não seria o caso da prisão dos suspeitos detidos horas depois da tentativa de homicídio.

Como não houve perseguição, não seria necessário o pedido de prisão dos suspeitos, somente pelo fato de serem detidos. Como por um acaso de encontrar um dos envolvidos, é que se deu continuidade na identificação de todos e levados para a delegacia.

Como não houve um crime de fato que gerasse a perseguição e prisão dos envolvidos, mesmo estando em flagrante, todos foram liberados e serão ouvidos posteriormente quando chamados.

comentários

Outras Notícias

Veja Também