Avalanche em montanha no Peru mata guia, três turistas e deixa outro ferido


Presidente de associação de guias acusa aquecimento global de aumentar o risco de acidentes do tipo nos Andes peruanos

G1

Três turistas espanhóis e um guia peruano morreram no domingo (6) vítimas de uma avalanche na montanha Mateo, na região de Áncash, no oeste do Peru. Um outro turista, também da Espanha, sobreviveu. As mortes foram confirmadas nesta segunda-feira.

O grupo se preparava para descer a montanha – que tem 5,15 mil metros de altitude – quando foi surpreendido pelo despreendimento de gelo.

O jornal peruano “El Comercio” relatou que o sobrevivente, um homem de 26 anos chamado Paolo Belmonte Calderón, procurou as equipes de resgate na tarde de domingo após testemunhar o momento em que a avalanche soterrou as vítimas.

O sobrevivente foi levado em estado grave a um hospital da região. As equipes de resgate, então, iniciaram as buscas aos outros integrantes do grupo. O guia, o peruano Rubén Alva, de 39 anos, chegou a ser encontrado com vida, mas morreu logo depois.

Ao “El Comercio”, o presidente da Associação de Guias de Montanha do Peru, Rafael Figeroa, afirmou que Alva tinha mais de 12 anos de experiência na área.

Aquecimento global

Figeroa acusou o aquecimento global como possível causa da alteração na consistência do gelo nas montanhas. O derretimento das camadas de neve é apontado como um dos causadores de avalanches.

“Antes era mais seguro escalar. Agora, há uma mudança que surpreende os guias de montanha”, apontou Figueroa.

A região de Áncash abriga a chamada Cordilheira Branca, uma cadeia de montanhas dos Andes centrais coberta de neve mesmo muito próximo à linha do Equador. O local é um dos favoritos dos montanhistas da América do Sul e de outras partes do mundo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também