Rio Branco, Acre,





Equipes da Prefeitura monitoram bairros que apresentam situações críticas em dias de chuva forte


Na Getúlio Vargas, uma das vias principais da cidade, a prefeitura está construindo, com recursos próprios, um novo sistema de drenagem.

ASCOM PMRB

Equipes da Prefeitura de Rio Branco que incluem Defesa Civil, Secretaria da Zeladoria da Cidade, EMURB e Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, monitoram desde as primeiras horas da manhã deste sábado, 12, vários bairros da cidade e locais que apresentam maiores problemas quando chove mais forte, como Avenida Getúlio Vargas, Ruas Hugo Carneiro, Santa Inês, na Estrada do Calafate, próximo da Loja Havan, Tancredo Neves e Juarez Távora.

Desobstrução de esgoto/Foto: ascom pmrb

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Cel. George Santos, informou que apesar do forte volume de chuva nesses dois dias, as intervenções que vem sendo feitas já evitaram ocorrências graves. No que se refere ao transbordamento dos mananciais e alagamento de vias, o impacto foi bem menor em relação às situações anteriores.

 “Apesar das dificuldades financeiras, a prefeitura tem trabalhado no sentido de minimizar os problemas, como o da Getúlio Vargas, onde apesar da quantidade de chuvas não houve estrangulamento como das outras vezes” disse a prefeita Socorro Neri.

Trecho da Avenida Getúlio Vargas Posto Gurgel/Foto: Fagner Delgado

Na Getúlio Vargas, uma das vias principais da cidade, a prefeitura está construindo, com recursos próprios, um novo sistema de drenagem.  “Mesmo com a chuva forte não houve grandes transtornos. Então acreditamos que o caminho é esse. Vamos continuar nesse esforço tentando evitar maiores problemas nessa via”, informou Neri.

Por orientação da prefeita, as equipes estarão atentas e prontas para o trabalho durante todo o fim de semana.

Na Getúlio Vargas, próximo ao antigo Lua Azul, a prefeitura executa trabalho de substituição de 70 metros da rede de drenagem das águas pluviais (da chuva), adequando o sistema para garantir a vazão adequada das águas.

O diretor da EMURB, Marco Antônio, explica que as equipes buscam soluções para outros pontos, como o das águas provenientes da região do BEC, que passam na Antônio da Rocha Viana, e que causam alagamento da Rua Hugo Carneiro. “O tubo existente e que passa próximo ao Centro Espirita do Daime tem secção insuficiente para absorver e escoar essas águas, por isso há a estagnação nesta área de amortecimento. À medida que as chuvas perderem intensidade e volume, o nível diminui”, explicou o diretor. Uma das medidas, poderá ser o desvio do fluxo para o Canal do Igarapé Fundo.

Ação de Inverno com Resultados

Desde o início da Ação, em novembro, a prefeitura já retirou 60 toneladas de entulho dos igarapés Almoço, Judia. Agora as equipes atuam nos Igarapés Amaro e Batista. Em alguns locais, como no Juarez Távora e Alto Alegre, é feita a limpeza mecanizada com o uso de escavadeiras hidráulicas e retroescavadeiras.

Em outra frente de serviço, a EMURB desobstrui e constrói redes de drenagem, de forma que haja vazão adequada das águas da chuva.

A Ação de Inverno envolve 60 pessoas da Zeladoria, Semeia, SEINFRA, EMURB e RBTRANS, e conta com o apoio do Corpo de Bombeiros e do 4º BIS. O esforço da Prefeitura é no sentido de minimizar os impactos das fortes chuvas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também