Rio Branco, Acre,





Iapen cria comissão que investiga agentes penitenciários envolvidos em crimes no Acre


O documento declara que ficam autorizados os membros da comissão disciplinar adentrarem às unidades prisionais com equipamentos de gravação de vídeo/áudio

SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

O novo diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), José Lucas da Cruz Gomes, estabeleceu a criação da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar (CPAD), destinada à apurar responsabilidades de servidores (Agentes Penitenciários) em supostas infrações praticadas no exercício de suas atribuições.

O documento publicado no Diário Oficial do Estado declara que ficam autorizados os membros da comissão disciplinar adentrarem às unidades prisionais com equipamentos de gravação de vídeo/áudio e armazenamento de dados (pen drive, HD externo e etc.), para registro de provas pertinentes aos casos.

Agepen/Foto: Reprodução

Aos investigados, é proibida a entrada na sala da Comissão Disciplinar portando arma de fogo, a fim de garantir a segurança e integridade física dos membros.

O principal objetivo da comissão de investigação é evitar que agentes penitenciários, no uso de suas funções, se envolvam com delitos dentro dos presídios e/ou tenham qualquer contato “amigável” com os presos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também