Rio Branco, Acre,





Justiça mantém decisão e José Adriano permanece com reeleição garantida na Fieac


A posse deve acontecer em 01 de julho, mas os apoiadores de Salomão prometem continuar a disputa

LAMLID NOBRE, DO CONTILNET

A disputa na Justiça do Trabalho por três dos dez votos que elegeram a chapa “Força da Indústria” para a nova diretoria do sistema Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), nesta segunda-feira (14), teve como resultado nesta terça-feira (15) mais uma decisão favorável ao presidente reeleito, empresário José Adriano, que continua com o resultado obtido nas urnas garantido.

José Adriano?Foto; ContilNet

O Pleno do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), da 14ª região negou recurso dos advogados dos sindicatos da Indústria de Olaria do Estado do Acre (Sindoac); das Indústrias Gráficas do Estado do Acre (Sindgraf); das Indústrias de Confecções e Correlatas do Estado do Acre (Sincon), que pedem na justiça a invalidação do direito de voto dos presidentes titulares: Márcio Agiolfi, Afonso Boaventura e Raimunda Holanda, que votaram em Adriano, em favor dos diretores delegados como representantes das respectivas categorias: Aristides Formiguieri, Jaqueline Costa e Abrahão Mendes, que votariam em Salomão.

A terceira instância entendeu que o direito é dos titulares, observando cláusulas estatutárias, estabelecidas nos regimentos dos sindicatos, garantindo assim a reeleição do empresário José Adriano para o próximo quadriênio (2019-2022). A posse deve acontecer em 01 de julho, mas os apoiadores de Salomão prometem continuar a disputa.

A informação é de que ainda aguardam a análise do mérito pela 4ª Vara da Justiça do Trabalho em Rio Branco, já que até agora as decisões foram tomadas por meio de liminares. A decisão da primeira instância deu direito de voto aos delegados, que por decisão em segunda instância, tiveram esse direito cassado e devolvido aos titulares. O que foi mantido pelos desembargadores do Pleno.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também